Fake News

Policiais foram cooptados pelo discurso fascista, afirma delegado

06/06/2020 10h56 - Por: Folha de Dourados

 
A mulher bolsonarista que foi à avenida Paulista com um taco de beisebol para enfrentar os manifestantes pró-democracia no domingo (31) se chama Cristina Rocha e é filha de um general de Exército A mulher bolsonarista que foi à avenida Paulista com um taco de beisebol para enfrentar os manifestantes pró-democracia no domingo (31) se chama Cristina Rocha e é filha de um general de Exército

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

José Henrique Marques

Analise a advertência do delegado da Polícia Civil de São Paulo e co-fundador do Movimento dos Policiais Antifascistas, Orlando Zaccone, em declaração à Folha de S.Paulo: "A polícia infelizmente foi cooptada pelo discurso fascista, que diz que os policiais são mal recebidos pela esquerda e pelos movimentos sociais. O discurso é: ‘eles não gostam da polícia, mas nós gostamos’". Então, de acordo com ele, "quem estiver nas ruas defendendo a pauta do governo, mesmo armado ou com um taco de beisebol, vai ser tratado com respeito. Quem estiver nas ruas fazendo oposição, vai ser construído como terrorista". Por essa e por outras que é preciso identificar, responsabilizar e punir exemplarmente os marginais das milícias digitais responsáveis pelas fake news investigadas em CPI do Senado e em inquérito no STF. As notícias falsas disparadas em massa nas redes sociais fizeram parte do povo brasileiro crer em mamadeira de piroca, kit gay, ameaça comunista, honestidade indevida, terraplana e outras imbecilidades.

 

Envie seu Comentário