23/12/2013 08h31

UEMS homenageia o ex-deputado Roberto Razuk nos 20 anos

Por: Folha de Dourados
 
 
O reitor da Uems, Fábio Edir, com ex-reitores Jair Madureira, Leocádia Petry Leme e Gilberto Arruda, com o ex-deputado estadual Roberto Razuk. Foto: Divulgação O reitor da Uems, Fábio Edir, com ex-reitores Jair Madureira, Leocádia Petry Leme e Gilberto Arruda, com o ex-deputado estadual Roberto Razuk. Foto: Divulgação

Solenidade que maercou o aniversário de duas décadas da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul reconheceu a importância do ex-deputado na criação da UEMS

O ex-deputado estadual Roberto Razuk foi homenageado pelos ex-reitores e atual gestor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul em virtude do empenho dele para criação da Uems e, sobretudo, na manutenção de Dourados como cidade sede da unidade de ensino superior. A cerimônia, que marcou o aniversário de 20 anos de criação da Uems, ocorreu na Câmara de Vereadores de Dourados e foi prestigiada por acadêmicos, professores, deputados, autoridades ligadas a educação, lideranças políticas locais e regionais.

Os três ex-reitores Jair Madureira, Leocádia Petry Leme e Gilberto Arruda, além do atual reitor, Fábio Edir dos Santos Costa, compuseram a mesa ao lado da secretária Estadual de Educação, Maria Nilene da Costa, que representou o governador André Puccinelli, dos deputados estaduais Junior Mochi, Laerte Tetila e Felipe Orro, além dos prefeitos Sérgio Barbosa (Amambai), ArcenoAthas (Glória de Dourados) e Heitor Miranda dos Santos (Porto Murtinho).

Roberto Razuk foi responsável pelo artigo que manteve a Uems no texto da Constituição Estadual, com sede em Dourados, e teve um papel estratégico na consolidação da universidade. "Quando cheguei à Assembleia Legislativa para meu primeiro mandato de deputado estadual, entre 1º de fevereiro de 1987 a 31 de janeiro de 1991, percebi que muita coisa teria que ser feita para tirar do papel as disposições transitórias da Constituição Estadual, e dei os primeiros passos para tornar real a disposição que determinava a criação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul", conta Roberto Razuk. "Mas foi apenas no segundo mandato, que durou de 1º de fevereiro de 1991 a 31 de janeiro de 1995, que consegui tornar realidade o sonho de dotar nosso Estado de uma universidade própria", lembra.

O ex-deputado relembra a conversa que manteve com o então governador Pedro Pedrossian, quando argumentou que ele (Pedrossian) entraria para a história como o único governador a criar três universidades, já que ele havia criado a UFMT e a UFMS. "Naquele momento, o governador olhou fixo para mim, comprou a ideia com um olhar e poucos dias depois me chamou para apresentar o projeto arquitetônico da Uems", relata Razuk. "Pouco tempo depois consegui mobilizar toda bancada para, no dia 20 de dezembro de 1993, aprovar a Lei nº 1.461, que não apenas criou a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul na forma como a instituição é hoje, mas definiu que sua sede seria para todo o sempre em Dourados", ressalta.

Roberto Razuk revela que ainda recorda as noites que passou em claro discutindo o formato da universidade estadual e que contratou, com recursos do próprio bolso, uma especialista para pensar uma instituição nos moldes da Universidade Estadual de Londrina (UEL), de forma que, depois de muitos debates com o meio acadêmico, assim nasceu a Uems com sua sede e suas unidades espalhadas pelo interior de Mato Grosso do Sul. "A história está reconhecendo nosso trabalho e isso é muito satisfatório", comentou Razuk. O reitor Fábio Edir também reconheceu a importância da participação do ex-deputado na fase de implantação da Universidade em Dourados e destacou: "o senhor foi como um ‘pai’ para Uems, e sem a sua participação não poderíamos estar comemorando este feito em Dourados”.

Ao ser homenageado com a entrega do primeiro sele desenvolvido pelos Correios para marcar os 20 anos da Umes, o ex-deputado não escondeu a emoção. "Divido essa homenagem com aqueles que estiveram ao meu lado na Assembleia Legislativa, os deputados Alberto Rondon, Aluizio Borges, André Puccinelli, Armando Anache, Cícero de Souza, Claudinei da Silva, Éder Brambilla, Fernando Saldanha, Franklin Masruha, Humberto Teixeira, José Monteiro, José Batiston, Zeca do PT, Loester Nunes, Londres Machado, Maurício Picarelli, Oscar Goldoni, Sebastião Tomazelli, Valdenir Machado, Valdomiro Gonçalves, Waldemir Moka, Waldir Neves e Wilson Roberto Mariano de Oliveira", afirma.

Entre os deputados parceiros na criação da Uems, Roberto Razuk sempre faz uma citação especial ao colega Walter Carneiro, com quem dividiu a emenda que garantiu a consolidação da Uems e que foi um batalhador incansável na realização desse sonho. "Quero enaltecer a comunidade acadêmica, os corpos docente e discentes, os funcionários administrativos, todos os Mestres e Dourados da Uems que, liderados pelo magnífico reitor Fábio Edir, não têm medido esforços para fazer da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul o maior, orgulho desse Estado", conclui Roberto Razuk.

SELO OFICIAL

Os 20 anos da Uems também está sendo celebrado com a produção de um selo oficial comemorativo. O diretor regional dos Correios, João Rocha, presente na solenidade, lançou o símbolo. "É uma honra participar dos 20 anos da Uems por meio deste selo. Pela educação podemos construir um novo país e, por isso, estamos juntos na construção da educação em nosso Estado", declarou João Rocha.

A emoção tomou conta dos administradores que já passaram pela Uems na solenidade. Os ex-reitores da instituição foram unânimes em afirmar que o trabalho realizado no passado deu resultado e a universidade se tornou referência no Estado e país. Fábio Edir enfatizou o papel dos que o antecederam, personagens que, segundo ele, foram fundamentais para que a educação superior estadual chegasse ao nível de excelência que está hoje.

“É emocionante fazer parte de uma história tão linda quanto essa que a Uems escreve em Mato Grosso do Sul, tenho certeza que todos os reitores e suas equipes que estiveram a serviço da Universidade fizeram o melhor que podiam, e o resultado é visível a todos”, comentou.

Jair Madureira, o primeiro reitor da instituição, disse que era uma emoção muito grande estar presente na celebração. "Você chegar aqui e ver o quanto a Universidade cresceu é motivo de muito orgulho. Hoje vemos uma UEMS em ação, sobretudo na ação social e isto é muito gratificante para a gente", disse.

Leocádia Petry Leme, a segunda reitora e que por mais tempo esteve à frente da Universidade não segurou a emoção de estar presente no evento. "Falo com o coração cheio de orgulho por ter feito parte de um processo vitorioso de construção de uma Universidade forte, como se tornou a Uems", declarou Leocádia. "Pertenço a um grupo de pessoas que teve a intenção de trabalhar para favorecer a população, por meio da educação. O fruto do trabalho no passado está no presente e o futuro está sendo construído agora", discursou Leocádia e aplaudida de pé pelos participantes.

Gilberto José Arruda, penúltimo reitor da Uems, também falou da satisfação de ter contribuído com a história da universidade. "A Universidade está cumprindo seu papel principal que é o de formar pessoas em todos os seus aspectos. A educação garante a melhoria da qualidade de vida das pessoas e da sociedade como um todo", analisou Gilberto.

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 
 

Notícias

Política
Esporte
Educação
Dourados
Estado&Região
Economia
Polícia
Geral
Meio Ambiente
Rural
Tecnologia
Brasil&Mundo
Cultura
Curiosidade
Entretenimento
Saúde
Turismo
Religião
Mídia
Ciências

Colunistas

Culturalmente Falando
Cleiton Zóia Münchow
Rebecca Loise
Antenado
Enfoque
Consciência Cósmica
Gastronomia
Informe Vet
Falando de Cinema
Aniversariantes
Salada Mista
Victor Teixeira
Waldir Guerra

+ Canais

Entrevistas
Charges
Vídeos
Eventos

Expediente

Sobre Nós
Anuncie
Trabalhe Conosco
Termos de Uso