Corinthians

Proposta de R$ 90 milhões afasta chance de retorno de Romarinho ao Timão

Jogador conversou com Andrés Sanchez na última quarta-feira, mas não deve voltar a jogar no Brasil neste momento

13/06/2020 17h08 - Por: Folha de Dourados

 
Romarinho está no Al-Ittihad, da Arábia Saudita — Foto: DivulgaçãoRomarinho está no Al-Ittihad, da Arábia Saudita — Foto: Divulgação

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

A possível saída de Romarinho do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, despertou o interesse do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, mas as propostas que o atacante tem para continuar no Oriente Médio fizeram o dirigente descartar seu retorno.

Romarinho, de 30 anos, negocia a rescisão com o clube saudita porque está com os salários atrasados. O atacante tem ofertas de pelo menos dois clubes, um saudita e outro do Catar. Uma das propostas que fizeram Andrés desistir automaticamente é do Al-Hilal.

Por um contrato de três anos, o clube da Arábia Saudita oferece cerca de 18 milhões de dólares no total (pouco mais de R$ 90 milhões), além de casa, carro e premiações extras por gols marcados, número de jogos e títulos conquistados.

Na última quinta, Andrés disse em uma live ter ligado para o atacante. Na conversa, ouviu de Romarinho as propostas de fora do país e, por isso, descartou uma possível contratação neste momento.

Os altos valores que Romarinho tem recebido e deve continuar recebendo também impossibilitam uma conversa. A grosso modo, os R$ 30 milhões anuais dariam cerca de R$ 2,5 milhões por mês. Valor muito superior ao teto salarial do Corinthians.

Romarinho atuou pelo Corinthians entre 2012 e 2014, quando foi contratado do Bragantino. Ficou marcado no Timão pelo gol de empate por 1 a 1 com o Boca Juniors (ARG), na primeira partida da final da Libertadores 2012, e por ser carrasco contra o arquirrival Palmeiras (cinco gols em quatro Dérbis).

Pelo Corinthians, ainda foi campeão mundial (2012), paulista (2013) e da Recopa Sul-Americana. Em 2014, ele se transferiu para o El-Jaish, do Qatar, onde ficou por três anos. Em 2017, defendeu o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, e no ano seguinte foi para o Al-Ittihad. Nas duas últimas temporadas, marcou 32 gols em 68 jogos.

(Globo Esporte)

 

Envie seu Comentário