Mesa Diretora da Câmara

Sem Maurício, aliados de Pepa faltam e eleição da Mesa é adiada

07/12/2018 15h19

Sem Maurício, aliados de Pepa faltam e eleição da Mesa é adiada

Por: Folha de Dourados
 
 
Em dia de votação da Mesa Diretora apenas 8 dos 19 vereadores estavam presentesEm dia de votação da Mesa Diretora apenas 8 dos 19 vereadores estavam presentes

Como era previsível a eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Dourados para o biênio 2019/2020 será uma das mais polêmicas da história do legislativo municipal. A sessão extraordinária desta sexta-feira (07) foi encerrada por falta de quórum. Dos 19 vereadores, três estão presos, oito estavam ausentes e oito compareceram.

O artigo 13 do regimento interno preconiza que para ser realizada a eleição é necessário quórum de maioria absoluta, ou seja, a presença de 10, dos 19 vereadores da atual composição.

A eleição da chapa 1 encabeçada por Pedro Pepa (DEM) que era favas contadas, por 11 a 8, ficou complicada com as prisões dele e dos vereadores Cirilo Ramão (MDB) e Idenor Machado (PSDB), na quarta-feira (05), portando na antevéspera do pleito, acusados de fraudar licitações na Câmara. Sem o trio a eleição caminhava para um empate em 8 a 8 o que geraria controversas. Os presos obviamente não votarão, mas podem ser votados.

Na Câmara existem dois entendimentos em caso de empate. Um de que o mais velho seria o eleito, no caso Pepa (Alan Guedes, o candidato da chapa 2 é mais jovem), e outro alega que não há previsão no Regimento Interno.

Não por acaso, o vereador Idenor Machado, já preso, pediu afastamento de 32 dias da Câmara abrindo espaço para a posse do suplente Mauricio Lemes (PSB), que é aliado de Pepa. Com ele, a contenda ficaria 9 a 8.

Ocorre que Maurício não conseguiu tomar passe, embora tenha ficado toda a tarde de ontem na Câmara e hoje amanheceu na sede do Legislativo. A direção alega que o processo ainda está tramitando e que Maurício será empossado na segunda ou terça-feira da semana que vem.

Foi isso que motivou o grupo que apoia Pepa a manobrar e não comparecer na sessão extraordinária de hoje. Estiveram ausentes Júnior Rodrigues (PR), Silas Zanata (PPS), Bebeto (PR), Jânio Miguel (PR), Juarez de Oliveira (MDB), Carlito do Gás (Patriota) e Romualdo Ramim (PDT). Ele vão esperar a posse de Maurício e, assim, comparecer, votar e eleger Pepa presidente da Câmara Municipal.

Ainda de acordo com o regimento interno novas e sucessivas sessões extraordinárias serão convocadas até que a eleição seja realizada. Então, neste sábado (08), está convocada nova sessão para as 14 horas.

Compareceram na sessão de hoje os vereadores Alan Guedes (DEM), Daniela Hall (PSD), Sérgio Nogueira (PSDB), Marçal Filho (PSDB), Madson Valente (DEM), Lia Nogueira (PR), Elias Ishy (PT) e Olavo Sul (PEN).

Muita gente esteve na Câmara nesta tarde, notadamente professores e sindicalistas que reivindicaram reajuste salarial e protestaram contra a possibilidade de Pedro Pepa ser eleito presidente da Câmara.

 

Envie seu Comentário