Mato Grosso Do Sul

Pistoleiros matam Valdir Dantas da Rocha na madrugada deste domingo em MS

02/08/2020 07h00 - Por: Folha de Dourados

 
Agentes da polícia estiveram no local do crime - Foto: Olimar Gamarra Agentes da polícia estiveram no local do crime - Foto: Olimar Gamarra

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Valdir Dantas da Rocha, 37, foi assassinado com 9 disparos de arma calibre 9mm, por volta de 00h30 da madrugada deste domingo (2), quando dormia em um colchão na sala da casa onde morava.

O crime aconteceu em Rio Brilhante depois que dois homens invadiram uma residência localizada na rua Eduardo Martins Vidotti, bairro Vale do Sol.

De acordo com a esposa de Valdir, ela estava no quarto da casa com as duas filhas, uma de 3 anos, filha de Valdir, e outra de 10, e o marido dormia em um colchão na sala, quando os assassinos bateram na porta da cozinha. Mas, antes que ela abrisse arrombaram e foram em um primeiro momento no quarto e apontado a arma para cabeça da criança de 3 anos perguntaram "cade ele, cade ele".

Na sequencia, segundo a mulher, um dos suspeitos percebeu que a vítima estava no colchão na sala e avisou o suspeito armado. O atirador então passou a efetuar os tiros contra Valdir. Ele foi atingido com pelo menos 9 tiros nas costas, pé direto, penas, braço, nádegas pescoço e torax.

Após o crime, os atiradores fugiram tomando rumo ignorado. A suspeita é que um carro de cor preta dava cobertura aos assassinos para a chegada e a fuga com um terceiro indivíduo.

Vítima ainda foi socorrida por uma ambulância, mas já chegou morta ao hospital de Rio Brilhante. Polícia Militar e Civil foram acionadas. Levantamentos na casa apontaram 9 cápsulas de calibre 9mm que ficaram espalhadas no imóvel.

Uma informação que está sendo apurada pela Polícia é que o crime pode ter relação com uma desavença entre vítima e o ex-marido de sua esposa ocorrida neste sábado. Tal situação teria ocorrido momentos antes do crime por meio de uma ligação telefônica entre Valdir e a irmã do ex de sua esposa.

Caso foi registrado como homicídio e será investigado pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) da delegacia de Rio Brilhante.

 

Envie seu Comentário