Após teste positivo

Após teste positivo, Bolsonaro diz que fará novo exame para detectar coronavírus

07/07/2020 07h05 - Por: Folha de Dourados

 
(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 6, que vai realizar um novo teste da covid-19. De acordo com o jornalista Claudio Humberto do programa Repórter Bandeirantes, da Rádio BandNews, o presidente foi confimado com coronavírus.

Ao retornar à residência oficial do Palácio da Alvorada, ele disse a apoiadores que fez uma radiografia do pulmão e um exame para detecção da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

"Eu vim agora do hospital, fiz uma ‘chapa’ de pulmão. Tá tudo limpo. Vou fazer exame do covid agora há pouco, mas tá tudo bem", afirmou ele em frente ao Palácio da Alvorada. As declarações do presidente foram transmitidas no YouTube.

Segundo a CNN Brasil, Bolsonaro disse à emissora que está com 38ºC de febre e 96% de taxa de oxigenação no sangue. Ele afirmou ainda que está tomando hidroxicloroquina.

Segundo relataram interlocutores ao jornal Folha de S. Paulo, Bolsonaro cancelou sua participação presencial em eventos nesta semana, entre eles a reunião do conselho de governo que tradicionalmente ocorre às terças. Ele também relatou a aliados que deve realizar videoconferências nesta semana para evitar o risco de contágio caso tenha sido contaminado.

Mesmo admitindo a suspeita, Bolsonaro parou para falar com o grupo que o aguardava voltar à residência oficial após o dia de trabalho. Ele usava máscara durante a conversa e pediu que as pessoas não chegassem perto dele. "Não pode chegar muito perto não, tá. Recomendação para todo mundo".

Um apoiador perguntou a Bolsonaro se poderia tirar a máscara para fazer uma foto com ele. Em um primeiro momento, o presidente diz que o apoiador pode tirar a proteção. Mas depois emendou: "Quer dizer... Não mandei você tirar. Você tirou porque você quis", disse, provoca risos.

Segundo a agenda oficial, o presidente despachou durante todo o dia e esteve com seis ministros. Ele teve reuniões com os ministros Paulo Guedes (Economia), Braga Netto (Casa Civil), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) e Levi Mello (Advocacia-Geral da União).

A última agenda ocorreu às 16h40 com o secretário especial de Cultura, Mário Frias. Bolsonaro já havia realizado três testes para detectar a covid-19. Os exames foram realizados em março, após o presidente voltar de viagem oficial aos Estados Unidos, onde se encontrou com o presidente Donald Trump. Pelo menos 23 pessoas da comitiva brasileira foram diagnosticadas pela doença.

(Da redação)

 

Envie seu Comentário