14/02/2018 14h42

Campanha da Fraternidade 2018: quaresma, tempo de conversão

Por: Folha de Dourados
 
 
Madson Valente Madson Valente

(*) Madson Valente

Enquanto cristãos precisamos rever nossos conceitos de forma constante.

Oportunamente mais uma vez a CNBB propõe uma discussão urgente que submete milhões de pessoas a um dos maiores flagelos sociais,trata-se da violência e suas graves consequências para nosso país.

O mundo inteiro sempre promoveu grandes guerras no intuito de conquistar territórios, visão expansionista que sacrificou milhões de vidas e com dispêndio de trilhões de dólares .

No século XX tivemos duas grandes guerras mundiais, além destas ainda tivemos guerra do Golfo, guerra entre Irã e Iraque, Coréia do Norte e Coréia do Sul, Afeganistão, guerra das Malvinas, lançamentos de bombas atômicas no Japão em Hiroshima e Nagasaki que marcou um dos atos de maior covardia do poderoso estado americano, visto que o referido pais já estaria derrotado e desta forma pela primeira vez se utilizou destes mecanismos de guerras no mundo, sendo hoje o poder atômico de alguns países nossa maior ameaça.

Sabemos que a história do Brasil foram marcadas por grandes atos de violência, tivemos a mais longa escravização do mundo, subjugação de povos indígenas, violenta exploração das nossas riquezas naturais, longo período de domínio militar que oprimiu milhões de brasileiros e acompanhando tudo isso tivemos os efeitos da urbanização desordenada que promoveram impactos nas cidades que não estariam preparadas para oferecer condições dignas para todos os cidadãos.

Com todas estas condições se impôs ao mundo, em especial no Brasil uma culturalização da violência, tendo o ser humano um desejo e uma defesa pela ideologia da prática de uso da forca física como forma de controle das tensões sociais.

As diferentes formas de manifestação da violência , sejam as violências econômica, racial, religiosa,sexual, evidenciam que há necessidade enquanto cristãos de revermos nossas atitudes, de contribuirmos para formação de um mundo mais justo e humano, visto que somente com justiça no sentido pleno desta palavra poderemos obter um mundo mais fraterno.

A implementação de uma concepção de que através da opressão também se educa levaram muitas gerações para crença de repetição daquilo que se faz no mundo pelo controle do poder para a instituição mais importante de todas, que são as nossas famílias.

Devemos considerar que ao longo de séculos o homem sempre promoveu guerras, que se utilizou da forca física para subjugar nações inteiras, que enfim a violência nunca resolveu e jamais resolverá os problemas que afligem todos os povos.

O Brasil é um dos países que mais matam no mundo, somos o quarto lugar e matamos em média 140 pessoas/dia, índice de mortandade maior que muitos países que estão vivendo guerras civis.

Por todas estas razões se torna urgente que reavaliamos nossos conceitos, que não sejamos inconscientemente indutores de ideais não cristãos, que de nossas bocas saiam palavras que incentivem o amor, que sejamos agentes de uma cultura de paz, que tenhamos a vida como valor supremo, que não contribuamos para a banalidade ,para visão de que tudo é normal, visto que o verdadeiro cristão é aquele que além de ter missão para cumprir, também tenha consciência que se deva ter o sentimento de se indignar, porém que não se deixe levar pelos ideais intolerantes para imaginar que a violência possa resolver algum tipo de situação, que saibamos viver e conviver, afinal todos nós somos irmãos.

Precisamos contribuir para um novo modelo de sociedade, não bastando apenas a utilização de palavras, mas de ações que verdadeiramente venham restaurar o ser humano e elevar consequentemente sua dignidade.

Somos livres, portanto temos opções de sermos agentes da paz ou da cultura da violência, que façamos esta reflexão.

(*) Vereador-Dourados, Geógrafo, Professor, Membro da comunidade Sr Bom Jesus de Vila Vargas/Paróquia Nossa Sr Auxiliadora de Indápolis



Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 
 

Notícias

Política
Esporte
Educação
Dourados
Estado&Região
Economia
Polícia
Geral
Meio Ambiente
Rural
Tecnologia
Brasil&Mundo
Cultura
Curiosidade
Entretenimento
Saúde
Turismo
Religião
Mídia
Ciências

Colunistas

Culturalmente Falando
Cleiton Zóia Münchow
Rebecca Loise
Antenado
Enfoque
Consciência Cósmica
Gastronomia
Informe Vet
Falando de Cinema
Aniversariantes
Salada Mista
Victor Teixeira
Waldir Guerra

+ Canais

Entrevistas
Charges
Vídeos
Eventos

Expediente

Sobre Nós
Anuncie
Trabalhe Conosco
Termos de Uso