Paulo César Nunes da Silva - PC

Mais um capítulo na história da problemática Fundação de Serviços de Saúde de Dourados (Funsaud): o prefeito Alan Guedes (PP) articula um “golpe” a fim de impedir investigação para esclarecer quem fraudou a contratação de profissionais ao órgão no início deste ano.

Não se trata de apurar se houve ou não a irregularidade, já que a diretora-técnica, Ângela Maria Azevedo Cardoso Marin, confessou o crime, mas tenta responsabilizar os ex-diretores Alexsandro dos Santos Andrade (Administrativo) e Milton Pedreira (Presidente).

Em documento interno, Angela Marin, confirmou que existiu o “vazamento de informação antecipada sobre a realização do certame em reuniões com profissionais da funsaud”. E, mais que isso, afirmou que tais informações foram amplamente repassadas a terceiros, tanto que chegaram a receber currículos de profissionais antes mesmo da Publicação do Edital do Processo Seletivo.

Depois de muita protelação da direção para que se iniciasse a investigação, mesmo com a confissão de Angela Marin, o Conselho Curador reuniu-se extraordinariamente no dia 08 passado e aprovou, por 4 a 3, a abertura de processo administrativo para elucidar o caso e punir os culpados.

Com certeza, temeroso dos desdobramentos, porque ao invés de apoiar a investigação que apenas aguarda a publicação da ata para ser iniciada, Alan Guedes acionou o Procurador-Geral do Município, Paulo César Nunes da Silva, o PC, para melar a decisão do Conselho Curador.

Informações de dentro da Prefeitura garantem que PC teria encontrado brecha para invalidar os atos da reunião extraordinária do Conselho. Ele contestará a legitimidade do atual Presidente do Conselho, Everaldo Leite, que é indicado da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (ACED).

PC resgatou um acordo feito com Everaldo Leite no ano passado, em que seu mandato seria dividido, ou seja, somente de 1 ano, e depois seria empossado a vice-presidente. Ocorre que Mariana Dourados Narciso, a vice, se desligou do Conselho.

Internamente, também circulam informações de que PC, a mando de Alan Guedes, trabalha intensamente para derrubar Everaldo Leite.

Em matéria publicada pela Folha de Dourados no dia 13 passado (leia aqui) os conselheiros já temiam manobra da atual direção com apoio de conselheiros vinculados ao prefeito para anular o processo administrativo, o que pode judicializar o caso.

Comentários do Facebook