Vítima de violência doméstica, mulher de 53 anos foi socorrida na manhã desta quarta-feira (3) na cidade de Caarapó, distante 273 km da Capital. Quando os policiais chegaram na casa dela, a encontraram com sangramento no rosto e ela conseguiu mostrar onde o marido escondia o revólver, irregular.

Conforme informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar recebeu denúncia anônima de que uma mulher teria sido agredida pelo marido e estava com sangue no rosto. No local, a equipe encontrou com uma diarista que limpava a residência e escutou, do lado de fora do imóvel, os gritos do casal.

Ao entrarem, o homem, também de 53 anos, disse que “não teria acontecido nada” e que a esposa estava machucada pois teria “caído de moto”. A denúncia anônima também afirmava que o autor possuía arma de fogo. O homem negou, alegando que teria vendido.

Contudo, ao vistoriarem o quarto do casal, a vítima disse que os policiais “poderiam olhar tudo” e permaneceu a todo momento ao lado de uma mala vermelha, dizendo que “não precisava olhar dentro, que não haveria nada”. Na mala foi encontrada uma arma artesanal, com cabo de madeira, calibre .22, que segundo o casal, teriam comprado por R$ 550 de um desconhecido.

O casal foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Caarapó, e o homem confessou que a arma o pertencia. Ele responderá por violência doméstica e posse irregular de arma de fogo. (MidiaMax)

Comentários do Facebook