Desde 1968 - Ano 54

28.9 C
Dourados

Desde 1968 - Ano 55

InícioCulturaVioleiro Dito Freitas homenageia Dourados através da UFGD e da Câmara Municipal

Violeiro Dito Freitas homenageia Dourados através da UFGD e da Câmara Municipal

- Advertisement -

José Henrique Marques –

No próximo 25 de março, o paulista de Populina (ex-distrito de Fernandópolis), o violeiro Benedito Rodrigues de Freitas ou Dito Freitas, celebrará 83 anos de vida, dos quais 73 anos em Mato Grosso do Sul.

Ao longo das mais de 7 décadas morando na região de Dourados, Dito Freitas construiu bem sucedida carreira musical em MS, cujo sucesso extrapolou as fronteiras do Estado.

O violeiro migrou de São Paulo para Mato Grosso (hoje do Sul) com 10 anos, acompanhando familiares atraídos pela formação da Colônia Agrícola Municipal de Dourados, onde se fixaram no lote de Camilo Alves Cândido, no Travessão do Dr. Rubens, hoje município de Itaporã.

Naqueles tempos de trabalho nas roças, Dito Freitas observava as pessoas tocando instrumentos musicais em festas e celebrações dos colonos nas folgas no manejo do cultivo de arroz, milho, feijão, amendoim e outras plantações, além do cuidado com os animais. Ele tinha 15 anos quando se apaixonou pela viola caipira.

Autodidata, não demorou muito para juntar dinheiro e comprar sua primeira viola “de trava”, já que não conseguira o suficiente para adquirir um modelo mais sofisticado à época, a de “tarraxa”.

Ao longo de 68 anos de carreira musical, Dito Freitas gravou uma Fita Cassete e 4 CD com músicas autorais e exibiu sua arte em festivais, festas e eventos em muitas cidades de Mato Grosso do Sul e municípios fora do Estado.

Violeiro Dito Freitas homenageia Dourados através da UFGD e da Câmara Municipal
Dito Freitas na Folha de Dourados – Foto: José Henrique Marques

Embora com o talento artístico reconhecido, Dito Freitas nunca viveu da música. Depois de trabalhar na roça, se estabeleceu em Itaporã como técnico de reparos de aparelhos de televisão e de rádio, profissão que exerceu até o ano 2.000 e, aposentado, 4 anos depois “voltou” para Dourados.

Dito Freitas é casado com Izaulinda de Andrade Freitas há 61 anos, com quem teve as filhas Nilda e Leni, que deu ao casal 4 netos e 4 bisnetos, um dos quais com 25 anos.

Homem de fé e realizado, Dito Freitas escolheu duas instituições para homenagear Dourados em agradecimento a acolhida e o apoio por décadas: a Câmara Municipal de Dourados e a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), que, respectivamente, representam o povo douradense e irradia cultura e educação. Entregará, para as quais, um quadro e uma pasta com sua trajetória musical que, a rigor, é um capítulo da história do município.

Apaixonado pela vida e pela música, Dito Freitas estará “sempre à disposição e com prazer para difundir a cultura da viola”.

- Advertisement -

MAIS LIDAS

- Advertisement -
- Advertisement -