Em alusão aos 17 anos de implantação da política de cotas na Universidade Estadual de MS, o Centro de Estudos, Pesquisa e Extensão em Educação, Gênero, Raça e Etnia em parceria com a Rede de Saberes da UEMS realiza uma série de Rodas de Conversa com acadêmicos e acadêmicas que ingressaram na Universidade pelo sistema de reserva de vagas.

O objetivo é compartilhar experiências vividas no ambiente universitário, em especial, sobre a superação das múltiplas expressões dos racismos estrutural, institucional e epistêmico. Para a coordenadora do evento, profa. Dra. Cíntia Diallo, promover um encontro com cotistas negros(as) graduandos(as) e egressos(as) no mês da Consciência Negra tem um significado especial.

A UEMS foi a primeira e única universidade do Brasil a reservar 10% das vagas de todos os cursos para indígenas e a segunda a designar 20% das vagas para negros.

Com o impacto das Ações Afirmações, a Universidade já foi premiada duas vezes como o prêmio nacional “Camélia da Liberdade”, que premia instituições que possuem políticas próprias de inclusão.

O evento acontece nos dias 23 e 26 de novembro, sempre às 19h. A programação completa da atividade, que será certificada, está na página do facebook do Cepegre.

Comentários do Facebook