O Paraguai sofre as consequências da crise causada pelo novo coronavírus com demissões e fechamento de comércios e mais um entrou para lista; o Maxí Hipermercado anunciou que encerrará suas atividades até que a fronteira e Pedro Juan Caballero seja reaberta. Mais de 700 pessoas foram demitidas com a determinação. O anúncio foi feito nesta terça-feira (22).

Hipermercado fecha na fronteira e demite mais de 700 funcionários

A manhã desta terça-feira também foi marcada por protestos de populares pela fronteira. Mais de duas mil pessoas, entre comerciantes e funcionários do comércio manifestaram pacificamente pela reabertura total da fronteira, permitindo a entrada de turistas no país.

(Carlos Deanhaiha, Folha de Dourados)

Comentários do Facebook