As ações de combate aos incêndios florestais que atingem os biomas Pantanal, Cerrado e Mata Atlântica no Mato Grosso do Sul, serão fortalecidas com o aporte de recursos federais. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que esteve com o Governador Reinaldo Azambuja nesta terça-feira, dia 15, explicou como o montante de R$ 3,8 milhões, poderá ser utilizado.

Com o aporte de recursos, o trabalho de combate às chamas, será estendido para os biomas da Mata Atlântica e do Cerrado, conforme explicou o governador.

No Pantanal, o trabalho de combate às chamas é feito por 230 homens – entre brigadistas do Ibama/Prevfogo e militares do Corpo de Bombeiros, além de militares da Marinha. Já no Cerrado, na região do Parque Estadual das Nascentes do Taquari, são 140 homens entre militares do Corpo de Bombeiros e do Exército Brasileiro.

Outros 500 brigadistas voluntários estão apagando fogo em todo o Estado, informou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Mato Grosso do Sul decretou estado de emergência ambiental por causa do fogo que já consumiu mais de 1.450.000 hectares de florestas.

Comentários do Facebook