De acordo com a SES, seis pessoas morreram nesta quarta-feira (21) e mais 417 casos novos de Covid-19 em MS. O total de casos do estado chegou a 78.360 e o de mortes a 1.518

Um garoto de 15 anos morreu vítima da Covid-19 em Campo Grande e este é o primeiro adolescente que perdeu a vida por conta da doença em Mato Grosso do Sul. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), o rapaz morreu na última segunda-feira (19) em um hospital particular da capital.

De acordo com o secretario de saúde, Geraldo Resende, o caso do adolescente está sendo investigado, pois além de ser vítima do novo coronavírus, também há a suspeita de que ele tenha contraído a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica.

Conforme o órgão, seis pessoas morreram nesta quarta-feira (21) e mais 417 casos novos de Covid-19 foram registrados. O total de casos do estado chegou a 78.360 e o de mortes a 1.518 desde o início da pandemia.

Segundo o secretário, a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica vem sendo diagnosticada em crianças e jovens de todo mundo que tiveram coronavírus. Diante desse caso, ele fez um alerta para os jovens do estado ressaltando que o vírus não é fatal apenas para pessoas mais velhas ou com comorbidades.

Resende ainda reforçou o apelo para que os jovens evitem aglomeração e para sempre usarem máscaras ao saírem de suas casas.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Panorama da Covid-19 em MS

O estado tem 4.374 casos ativos, sendo 4.052 pessoas em isolamento domiciliar e 322 internadas, sendo 166 em leitos de terapia intensiva (UTIs).

A taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) caiu para 37% no estado, mas em Campo Grande é quase o dobro, 70%.

Em contrapartida, o número de pessoas recuperadas totalizou 72.468, o equivalente a 92,4% do total. O estado tem 520 amostras de testes da Covid-19 na fila do Laboratório Central (Lacen), em Campo Grande.

Desde o começo da pandemia já foram realizados em Mato Grosso do Sul 301.943 casos. Os municípios possuem ainda 3.552 casos suspeitos sem encerramento. (G1/MS)

Comentários do Facebook