O candidato a prefeito de Dourados Racib Harb - Foto: assessoria

José Henrique Marques

O candidato dos Republicanos à Prefeitura de Dourados, o farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb, de 50 anos, disputará em 15 de novembro sua penúltima eleição. É candidato a deputado estadual ou federal em 2022, ou irá a reeleição em 2024, caso seja eleito nesse ano com chapa pura tendo como vice a instrutora de transito Dilvania Todescato e 26 candidatos à Câmara Municipal.

Ao longo de 25 anos pavimentou a pretensão em administrar sua cidade natal repercutindo ou interferindo nos acontecimentos políticos, principalmente quanto aos desmandos com os recursos públicos. Já foi fiscal do Conselho Regional de Farmácia, diretor da Assistência Farmacêutica de Dourados e presidente do Conselho de Saúde de Dourados.

Em entrevista exclusiva à Folha de Dourados, Racib Harb, revelou que terá R$ 200 mil do fundo partidário para custear a campanha do partido e que, se precisar, intervirá, uma vez eleito, em excessos de conduta: “Temos que atuar em qualquer desconstrução” dos valores morais, cristãos e de respeito a família natural.

Na entrevista, ele revela que pretende criar uma pasta para assumir toda a responsabilidade de ordenação de despesas, propõe, entre outras, soluções à área de saúde, diz que eventual apoio do presidente Jair Bolsonaro será “bem-vindo”.

Leia a seguir, a entrevista na íntegra.

Folha de Dourados – O senhor construiu candidatura ao longo dos anos denunciando e repercutindo atos de corrupção. Uma vez prefeito, como pretende impedir que isso aconteça já que numa Prefeitura do porte de Dourados há vários ordenadores de despesas?

Racib Harb – Nossa proposta inicial é criar uma pasta única assumindo toda a responsabilidade de ordenação de despesas das demais pastas, para que possamos mapear todo o gasto público, sem o engessamento ao titular da pasta. Assim, aproveitaremos muitos técnicos servidores que possuem capacidade comprovada para assumir a pasta, mas que muitas vezes tem receio em assinar algo imposto ou contra sua vontade. Com essa ordenação geral iremos controlar melhor os gastos.

Folha de Dourados – Quais são suas principais propostas para Dourados que serão apresentadas ao eleitorado?

Consórcio Regional de Cone Sul de Saúde e Medicamentos onde possamos desafogar os serviços de saúde de Dourados com o pleno funcionamento do Hospital Regional que em breve estará em funcionando. Assim todas as demandas que hoje atendemos o consórcio atenderia.

Agência de Regulação e Fiscalização de Concessões. Hoje somos reféns das nossas concessões, por omissão em não acompanhar a prestação de serviços e não fazer a gestão compartilhada, exemplo claro disso é a Sanesul. Com a agência teríamos condições de mensurar a qualidade dos serviços prestados fiscalizando de verdade a execução do contrato.

Arena Douradão – é preciso assumir a responsabilidade do Estádio Fred Saldivar e reformar por completo com recursos do Ministério do Esporte e Turismo e posterior parceria pública privada para termos um espaço para eventos, incentivando o turismo da região aos finais de semana além de resgatar o palco do tradicional futebol douradense. Como contrapartida da parceria a prefeitura teria participação direta e direito na escolha em datas previamente agendadas.

Central de Capacitação dos Servidores com cursos EAD totalmente estruturado com tecnologia de ponta onde o mesmo poderá utilizar para melhorias dos serviços públicos em benefício da máquina pública aproveitando muitas vezes seu tempo da melhor maneira durante o expediente.

Licitação 4.0 com o auxílio da tecnologia adotar os protocolos de segurança chamados de Block Chain a favor da agilidade dos processos licitatórios e eliminando cada vez mais o uso do papel.

Resgatar o Centro Homeopático como referência para a homeopatia e introdução de novas práticas de medicina alternativa, como a fitoterapia, apiterapia, acupuntura e outras já aprovadas pelo Ministério da Saúde.

Redução em 50% dos cargos comissionados.

Mercadão Municipal no espaço que hoje temos a feira livre aproveitando de forma melhor e com estrutura para receber o douradense além de atrair mais pessoas para o turismo gastronômico.

Folha de Dourados – O senhor é da área da saúde e um crítico contundente em relação aos serviços prestados à população. Afinal, o que está acontecendo? Por favor, aponte as soluções.

Adotar o Sistema Inteligente de Saúde que é o resgatar da atenção básica na ponta do serviço para evitar grandes investimentos no tratamento. Mas isso só se faz com um novo modelo de gerenciamento da nossa atual rede de saúde, onde se faz necessário mais UBS funcionando com horário diferenciado e estruturado o que não acontece hoje que o dinheiro é jogado fora. Se funciona tem que ter equipe para tender toda a demanda e não somente parte da demanda, mais uma vez é dinheiro sendo desperdiçado abrir por abrir.

Corona 21 é necessário termos uma grande equipe responsável para enfrentar em 2021 o surto novamente da gripe chinesa que destruiu nossa economia em 20, fazer o que deu certo e não fazer onde erramos, por isso é preciso termos dados técnicos avançados para identificar os primeiros sintomas além de adotar protocolos de tratamento de prevenção, já como é utilizado em inúmeros países e cidade do Brasil. Temos que utilizar a força máxima contra um novo surto em 21.

Laboratório de exames clínicos para atendimento real ao diagnóstico médico que muitas vezes leva mais de 100 dias para se ter um resultado de hemograma. Podemos ter isso em menos de 24h se adotarmos o laudo digital.

Folha de Dourados – Como enfrentar candidaturas robustas do ponto de vista de lideranças e estrutura, num partido pequeno em Dourados como o Republicanos?

Muito difícil, a estrutura que vamos receber de fundo eleitoral é mínima em comparação aos nossos adversários. Devemos ter um orçamento de aproximadamente 200 mil reais para custear nossas despesas e de nossos vereadores. Mas sabíamos das dificuldades e não será motivo para desistir. Sabemos que a Justiça Eleitoral também não tem como combater o uso do caixa 2 nas campanhas. Optamos por chapa pura e nossos adversários estão se juntando a cada dia. Acreditamos na vontade do eleitor de novos ares e com isso estaremos firmes na caminhada.

Folha de Dourados – Quem é a candidata a vice-prefeita de sua chapa?

Dilvania Todescato, catarinense de Palmitos, mas que reside em Dourados há 40 anos. É instrutora de trânsito há exatos 25 anos e mãe dois filhos. Também é técnica de Contabilidade, de Magistério, cabeleireira, cursou 2 anos Biologia na UFMS e é diretora de autoescola. É mulher sem experiência em política, mas que acredita em nosso projeto e vai nos ajudar bastante.

Folha de Dourados – Quem são os candidatos a vereador e vereadora na chapa?

Vanilda Alves Valintin; Aparecida Joana Barião; Carmen Aranda Russafa; Ivani Souza Ferreira; Maria de Lourdes da Silva Paiva; Solange Terezinha Bueno Capetta; Maria Aparecida Aguiar; Agnelo Aparecido Morande; Carlos Augusto Nantes Harb; Celso Manoel da Silva; Fabio Luis da Silva; João Marcos da Silva; José Aparecido Alves; Leandro Carlos Francisco; Pedro Walter Aguero; Thiago da Silva Trindade; Vilmar Pantaleão Escobar Assunção; Jonas Nogueira  da Silva; Abilio de Souza Pietramale; Aguinaldo de Aguiar Santos; Benjamin Araújo Gonçales; Ednaldo Mendes de Almeida; Jose Claro dos Santos Neto; Sabrino Carpes da Silva; Thiago dos Santos Florêncio e Wanderlei Miguel da conceição.

Folha de Dourados – O senhor se posiciona como um conservador. Na sua opinião, o que está muito extravagante em Dourados que precisa de um choque de conservadorismo?

Acredito que precisamos combater sempre os excessos de condutas que é onde está o seu direito e o meu dever e vice-versa. A bandeira do nosso partido são os valores morais e cristãos, respeito a família natural, sem discriminar qualquer outro pensamento diferente dos nossos, mas desde que nos respeitam também. Condutas que for de responsabilidade para manter a ordem pública teremos que intervir. Temos que atuar em qualquer desconstrução que houver desses valores citados dentro do ambiente público e encontrar no ambiente escolar de ensinar para que os alunos possam aprender e a educação fazer com que os pais reassumam esse papel principal que muitas vezes foram omissos. A Secretaria Social, Mulher e da Família terá um papel fundamental para fazer esse enfrentamento com adoção de políticas públicas que atendam a família como um todo.

Folha de Dourados – O presidente Jair Bolsonaro está sem partido. Sua candidatura o representa em Dourados?

Longe de querer ser um representante do presidente Jair Bolsonaro. Mas claro que estivemos nas ruas o apoiando e isso acaba nos colocando como um representante o que me sinto grato. Mas, como disse, é preciso sempre termos uma bandeira própria para nos defender. Por isso que já estamos nessa caminhada há 25 anos e fizemos uma história para chegar aqui, mas o apoio do Presidente será muito bem-vindo para nossa caminhada.

Folha de Dourados – Como avalia o governo Reinaldo Azambuja? E o do Bolsonaro?

Infelizmente o Governo Azambuja se perdeu no caminho como outros que se passaram e quem está pagando caro é sempre nós. Em Mato Grosso do Sul como em Dourados também os desvios de condutas são enormes e não tem como um governo ser bem avaliado as custas do povo. Ao contrário do Governo Bolsonaro que socorreu o povo quando mais precisou com o auxílio emergencial e no incansável combate aos desvios de conduta, o que nunca se via fazer, como inaugurar obras de governos anteriores A bandeira da responsabilidade será nossa também.

Folha de Dourados – Ainda que não vença o pleito, sua candidatura servirá como ponte para pleitear um assento da Assembleia Legislativa ou Câmara Federal em 2022?

Acredito que sim e te garanto que essa será minha penúltima candidatura a um cargo eletivo, assim como fiz em 2012 não optando mais por disputar uma vaga na Câmara de Vereadores. O resultado das urnas em 2020 será essencial para definir o futuro em 22 ou 24, caso eleito.

Folha de Dourados – Uma mensagem ao povo de Dourados.

A melhor mensagem é que cada um que possa ler é que pode confiar, acreditar e que juntos possamos mudar a nossa realidade e que teremos uma excelente oportunidade de escolher o melhor para Dourados nos próximos anos. Que Deus nos abençoe e encerrando a apuração possamos ser um time só para que Dourados seja aquela cidade que sempre sonhamos.

Comentários do Facebook