“O índice de cobertura vacinal contra a Covid-19 e os indicadores são pontos que irão balizar as nossas decisões em relação à retomada”. A afirmação foi feita pelo presidente do Comitê Gestor do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, durante a coletiva de imprensa, em formato híbrido, realizada nesta terça-feira (03).

Acompanhado do titular da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, Riedel reforçou que as medidas sejam na área da educação, sejam para os estabelecimentos comerciais afetados pela pandemia, são estratégicas e baseadas nas ferramentas do Prosseguir. “Atuamos na preservação das oportunidades de emprego, mesmo com os setores mais prejudicados e

trabalhamos para minimizar os efeitos da pandemia, adotando um plano de retomada feito com base no diálogo”.

Do mesmo modo, Verruck aposta no diálogo permanente com os setores produtivos. “É importante lembrar que os protocolos devem ser mantidos. Tivemos no primeiro semestre recorde de empregos formais gerados e isso mostra destaque para o setor de serviços que foi o mais afetado e, por isso, aceleramos a retomada. A pandemia não passou, mas estamos gerenciando, para manter empregos formais e gerar empregos”.

A expectativa do PIB para 2021 é de 5,8%, segundo Verruck. Dados do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), órgão vinculado ao Ministério da Economia, divulgados nesta quarta-feira (28), mostram que em março foram gerados 5.152 novos empregos no Estado, o que eleva para mais de 5 mil novas vagas no primeiro trimestre de 2021. Foram 3.666 em janeiro e 7.032 em fevereiro. O saldo desses três primeiros meses de 2021 é mais que o dobro do total apurado no primeiro trimestre de 2020, quando foram criados 7.548 novos empregos.

Durante a coletiva, foi veiculado o vídeo da secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola Mota, que falou da primeira semana de volta às aulas e do coronel Fraiha, que explicou como funciona a distribuição da vacina em todo o Estado. “Em menos de doze horas os 79 municípios têm de posse a vacina, aplicando de forma rápida e, por isso, estamos em primeiro lugar em âmbito nacional”.

Comentários do Facebook