Já na primeira noite de vigência do Decreto n° 3.032 de 27 de novembro de 2020, expedido pela prefeita Délia Razuk (sem partido) na sexta-feira (27) com novo toque de recolher das 22h às 5h e regras para prevenção ao novo coronavírus, como suspensão de eventos e proibição de aglomerações até nas casas, a Guarda Municipal de Dourados precisou ser acionada para acabar com uma festa frequentada por 119 adolescentes.

Os agentes relataram que o evento social flagrado ontem à noite concentrava ao menos 250 pessoas e tinha fornecimento de bebidas alcóolicas mesmo com a presença de mais de uma centena de menores de idade. 

“A operação conjunta entre GMD e Fiscais do Juízo ocorreu na Sitioca Campo Belo por volta das 22h, após denúncias do acontecimento da festa, com a presença de vários menores consumindo bebida alcóolica. As equipes foram até o local e flagraram o som em alto volume, sendo que os participantes ao perceberem a presença da fiscalização iniciaram um grande tumulto e passaram a fugir, pulando os muros e correndo”, detalha a Guarda. 

Das 244 pessoas contidas no local, 119 eram adolescentes, todos aglomerados, não usando máscaras de proteção. “Várias garrafas de bebidas alcóolicas foram encontradas e porções drogas. Os participantes alegaram desconhecer o organizador da ‘festinha social’, disseram que souberam do evento através de aplicativos de mensagens, onde homens pagavam R$ 15,00 e as mulheres tinham entrada gratuita.  Era fornecido o ‘kit’ com vodka, energético e suco, não havendo controle da documentação na entrada”, informou a GMD. 

Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes

Para liberação dos adolescentes os pais ou responsáveis foram chamados. Durante as vistorias os guardas municipais apreenderam drogas, 30.4 gramas de maconha, 1.7 gramas de cocaína e farta quantidade de bebidas alcóolicas, como 46 garrafas de vodka, 71 latas de cerveja e cinco corotes. Todo esse material apreendido e algumas testemunhas foram encaminhadas a Delegacia de Polícia Civil, onde foi lavrado boletim de ocorrência para a possível responsabilização dos organizadores.

Conforme o decreto publicado ontem, o toque de recolher só tem como exceções órgãos de segurança, chefes dos poderes Executivos, Legislativos, Judiciário, Ministérios Públicos Estaduais e Federais, advogados, vigias noturnos, delivery, profissionais na área da saúde, e circulação para acesso quando necessário a atividades essenciais e sua prestação, e ainda trabalhadores em trânsito.

Essa mesma norma em vigor desde ontem suspendeu pelo período de 14 dias a prática de esportes coletivos, eventos culturais, esportivos e de lazer, celebrações e/ou eventos com aglomeração sem o devido protocolo de biossegurança previamente entregue na Secretaria Municipal de Saúde, teatros, cinemas, arenas, feiras de negócios e exposições, práticas coletivas de atividade ao ar livre, clubes sociais, boliche, sinuca e similares e jogos eletrônicos, e áreas comuns de condomínios. (DouradosNews)

Comentários do Facebook