Bastidores

Chernobyl, limpinhos, apocalipse, sinuca, 'muy amigos' e democracia

19/05/2020 10h01 - Por: Folha de Dourados

 
O humorista Jô Soares imortalizou o O humorista Jô Soares imortalizou o "muy amigo" satirizando um personagem argentino

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

José Henrique Marques

Tá dito: "A ignorância é a maior enfermidade do gênero humano." (Cícero)

Chernobyl – A ameaça de agora não é nuclear como foi [e ainda é] a maior catástrofe nuclear da história na usina da Ucrânia, mas sim sanitária e financeira. A covid-19 está afastando dos hospitais pessoas com outras enfermidades: as internações tiveram queda de 27% em março e abril, segundo levantamento da Associação Nacional dos Hospitais Privados. A pandemia também está afugentando gente do comércio no entorno dos hospitais referências no tratamento do coronavírus.

Limpinhos – A prisão de figurões do comando a Polícia Militar de MS envolvidos no contrabando de cigarros lembra célebre canção de Gilberto Gil - Nos Barracos da Cidade: "Ôôô, ôô / Gente estúpida / Ôôô, ôô / Gente hipócrita...". Um deles, adorador de um tal "mito", posava de combativo moralista nas redes sociais.

Apocalipse – Muita gente já está sem paciência com os idiotizados pelas fake news do gabinete do ódio. Se não bastassem as barbaridades sobre política e história, agora "vendem e propagam" milagres para curar o novo coronavírus, como caldo de boldo, cibalena etc. Acreditam até que o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), teria contraído a covid-19 e descoberto a cura com um cipó amazônico. Mas, segundo os imbecis, por ser "comunista" não revela o "milagre" por querer matar o povo paraense. Nelson Rodrigues tinha razão: "Os idiotas vão tomar conta do mundo; não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos...".

Sinuca – Ainda com a pré-candidatura titubeante a prefeito de Elias Ishy, o PT de Dourados conviverá com duas baixas consideráveis em sua chapa de vereadores: João Grandão e Dirceu Longhi. O ex-deputado federal não poderá concorrer por ainda estar enroscado com a Justiça. Já o ex-vereador deixou o partido e foi tentar a sorte no Solidariedade. O cenário ficará pior se Ishy disputar a Prefeitura.

‘Muy amigos’ – O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Dourados pelo DEM, José Carlos Barbosinha, é alvo de fogo amigo dentro do partido. Está recebendo pelas costas petardos de "companheiros" que advogam interesses de nome de outra agremiação partidária. Não pelos liderados do deputado Zé Teixeira, mas sim por gente ligada a Murilo Zauith – que é quem lançou Barbosinha na corrida eleitoral pela cadeira da prefeita Délia Razuk, do PTB. Já passou da hora do vice-governador enquadrar o povo dele.

Democracia – Até agora existem 15 pré-candidaturas a prefeito(a) de Dourados. Muitas são balões de ensaio e deverão compor com outros partidos, mas há a perspectiva de que o eleitorado poderá ter seis ou sete opções das mais variadas vertentes políticas.

 

Envie seu Comentário