Por José Tibiriçá Martins Ferreira, advogado e produtor rural

Pela lei número 3.877, de 16/06/1977 passou a se chamar Prudêncio Thomaz.

Até hoje ainda está gravado na mente dos mais antigos o nome de uma árvore chamada aroeira em abundância que cobria a região chamada Vacaria. Hoje já não é tão abundante como outrora e o seu corte é controlado pelo imesul.

AROEIRA é o único distrito do município de Rio Brilhante, alguns até afirmam que o patrimônio tem mais de 100 anos, onde ainda existem alguns prédios muito antigos. Para convervar a sua história deviam ser tombados pelo município e dada a sua devida conservação. Um deles foi remodelado atualmente onde funcionou um banco na década de 1980, uma pena que não tem mais a data da sua edificação, hoje de cor vermelha. Outro também à rodovia tem a data de 1937 onde está escrito os dizeres à sua frente: BAZAR e nas laterais artesanato.

Uma residência do lado direito com destino a Campo Grande, debaixo de uma arvoredo está com a inscrição na sua parede: Rua Laucídio Coelho, outra marca que ainda resiste ao tempo. O endereço mostra o caminho de acesso à antiga fazenda belas artes de propriedade de Antonio, genro de Laucidio Coelho.

Conheci este local no ano de 1964/1967, era interno como seminarista na cidade Rio Brilhante, acompanhava o frei Everaldo que vinha rezar missa na igreja aos domingos em Aroeira.

Numa casa que também é antiga ao lado direito, na curva, morava uma família cujos parentes, membros da família Amaral, donos de uma refrigeração aqui de Dourados, era o lugar onde almoçávamos após a missa.

Nesta casa morou também a atual vice prefeita de Rio Brilhante Juraci Aparecida Pereira de Souza que exerceu antes de ser eleita para o executivo seis mandatos como vereadora.

O distrito está às margens do rio vacaria onde está o limite do município de Rio Brilhante, do outro lado já pertence a Nova Alvorada do Sul, antes chamado de entroncamento.

Inicialmente o município teve o nome de Entre Rios, após se desmembrar do município de Campo Grande, depois Caiuás, onde há ainda indígenas dessa etnia e em 1948 foi mudado o nome para Rio Brilhante.

Por estar localizado entre o rio brilhante e vacaria, na minha opinião deveria ter conservado o nome inicial do município de Entre Rios, por causa da sua localização geográfica.


O único distrito de Rio Brilhante: 'Aroeira - Prudêncio Thomaz', por José Tibiriça
O único distrito de Rio Brilhante: 'Aroeira - Prudêncio Thomaz', por José Tibiriça
Comentários do Facebook