Murilo Zauith e o ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi em audiência com o então ministro Aloísio Mercadante

José Henrique Marques –

Ainda neste mês deverá ser assinada a ordem de serviço para implantação em Dourados do sistema “Cidade Digital”. O programa foi elaborado e articulado junto ao governo federal logo no primeiro ano da administração do então prefeito Murilo Zauith (DEM), em 2011, portanto há nove anos.

A execução do projeto contribuirá com a redução das desigualdades sociais, a capacitação para o uso da tecnologia, além de ampliar os serviços da administração, facilitando aos cidadãos o uso dos serviços públicos.

O projeto inclusão digital da Prefeitura foi apresentado por Murilo Zauith, atual vice-governador de Mato Grosso do Sul, ao então ministro da Ciências e tecnologia Aloísio Mercadante numa articulação com os ex-parlamentares petistas Delcídio do Amaral (senador) e Antônio Carlos Biffi (deputado federal).

A expectativa é de que os serviços sejam entregues ainda este ano pela prefeita Délia Razuk (sem partido) com aplicação de recursos federais com contrapartida da Prefeitura.

O projeto de inclusão digital consiste na implantação de uma infraestrutura de Rede Metropolitana (MAN – Metropolitan Area Network), com 120 Km de Fibra Óptica utilizando as tecnologias MetroEthernet e GPON e será estruturado com capacidade 01 GbE (14 Pontos de Acesso do Governo – órgãos e secretarias) e as Subredes de Distribuição e Acesso em 100 Mbps (137 Pontos de Conexão do Governo – Escolas, CEIMs, CRAS e Postos de Saúde), além de Wi-Fi gratuito em praças públicas entre elas a  Praça Antônio João, Praça Rego D’água, Praça da Juventude, Praça do Jardim Canaã e Praça do Parque Alvorada.

Na semana passada, o diretor de Tecnologia da Prefeitura, Rafael Koller, revelou que nos próximos dias será iniciado a implantação de rede nos seguintes locais: Praça Antonio João, Praça do Parque Alvorada, Praça do Parque Alvorada, Praça do Jardim Canaã 1, Praça do Rego d’Água e Praça da Juventude (Parque das Nações I Plano).

Ele afirmou ainda que a rede com sinal W-Fi também deverá ser ampliada para outros pontos da cidade, incialmente na Vila Olímpica, localizada na aldeia indígena Bororó, no Dioclécio Artuzi e posteriormente na região do Jóquei Clube.

Comentários do Facebook