Marcone

Cuidados na gestão do capital de giro - o óbvio que precisa ser ressaltado

Saiba como calcular o capital de giro e o que acontece quando as empresas o negligenciam

30/06/2020 09h19 - Por: Folha de Dourados

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Sem uma gestão cuidadosa do capital de giro, uma empresa não consegue se manter muito tempo no mercado. Aqueles que desejam começar um negócio, primeiramente precisam ter muito claro no planejamento qual o montante de capital de giro necessário para começar a empreender.

Com minha experiência de 35 anos no mundo empresarial e desde 2015 como fundador e diretor-executivo da MORCONE Consultoria Empresarial, hoje trago um artigo sobre os principais cuidados na gestão do capital do giro que se deve ter.

As micro e pequenas empresas, principalmente, precisam redobrar os cuidados na gestão do capital de giro, afinal, temos uma complexa economia, além disso, o mercado financeiro tem expandido e evoluído cada vez mais e não podemos esquecer do fator custo de crédito elevado.

O beabá do capital de giro – fundamental

Nelson Rodrigues já utilizava a expressão "o óbvio ululante", ou seja, aquilo que está visível a todos, mas é considerado corriqueiro e banal. Quando o tema é esse, muitos empresários podem pensar "disso eu já sei", mas pode acreditar, esse é um problema em comum entre milhares de negócios e o básico parece que não foi compreendido.

Para falar de cuidados na gestão do capital de giro, gosto de me utilizar da metáfora da caixa d’água. Abaixo você verá uma ilustração à mão livre que fiz para o apoio da explicação:

 

Sem uma gestão cuidadosa do capital de giro, uma empresa não consegue se manter muito tempo no mercado. Aqueles que desejam começar um negócio, primeiramente precisam ter muito claro no planejamento qual o montante de capital de giro necessário para começar a empreender.

Com minha experiência de 35 anos no mundo empresarial e desde 2015 como fundador e diretor-executivo da MORCONE Consultoria Empresarial, hoje trago um artigo sobre os principais cuidados na gestão do capital do giro que se deve ter.

As micro e pequenas empresas, principalmente, precisam redobrar os cuidados na gestão do capital de giro, afinal, temos uma complexa economia, além disso, o mercado financeiro tem expandido e evoluído cada vez mais e não podemos esquecer do fator custo de crédito elevado.

O beabá do capital de giro – fundamental

Nelson Rodrigues já utilizava a expressão "o óbvio ululante", ou seja, aquilo que está visível a todos, mas é considerado corriqueiro e banal. Quando o tema é esse, muitos empresários podem pensar "disso eu já sei", mas pode acreditar, esse é um problema em comum entre milhares de negócios e o básico parece que não foi compreendido.

Para falar de cuidados na gestão do capital de giro, gosto de me utilizar da metáfora da caixa d’água. Abaixo você verá uma ilustração à mão livre que fiz para o apoio da explicação:

Envie seu Comentário