Disparo acidental

Criança de 11 anos leva tiro na boca dentro de casa

Disparo acidental foi efetuado pelo cunhado da vítima, um adolescente

21/02/2019 06h48 - Por: Folha de Dourados

 
Foto: Reprodução / Correio Braziliense Foto: Reprodução / Correio Braziliense

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Uma criança de 11 anos foi socorrida às pressas ao Hospital de Base, no Distrito Federal, após levar um tiro na boca. O caso aconteceu por volta das 11h40 desta terça-feira (19), em frente à casa da vítima, na Quadra 317, próximo ao posto de saúde de Santa Maria. Agentes da 33ª Delegacia de Polícia foram ao local para apurar o crime.

Inicialmente, a informação era de que a vítima, a irmã e o cunhado, ambos adolescentes, estavam em frente à casa quando dois homens encapuzados chegaram de carro e dispararam. Entretanto, ao longo das investigações, agentes notaram incoerências na história. Não havia sangue na porta da casa, mas dentro dela. Imagens de segurança de uma residência vizinha também foram importantes para solucionar o caso.

Em mais de uma hora de filmagem, nenhum carro parou em frente à residência. O vídeo mostra duas pessoas chegando ao local e o portão se abre. De dentro, sai o menino correndo em direção ao posto, sendo seguido pelo cunhado.

"Apuramos que, na verdade, o cunhado da vítima estava com a arma em casa. Ele estava manuseando o artefato quando deu um tiro, acidentalmente, no menino. A bala atingiu a boca, saiu e se alojou no ombro. Ele acompanhou a vítima até o posto de saúde, onde houve os primeiros socorros", esclarece do delegado Rodrigo Telho, chefe da 33ª DP. As imagens também mostram que os dois visitantes entram na casa após a criança e o cunhado correrem. O delegado acredita que eles teriam levado a arma utilizada no crime. Eles não foram identificados.

Fuga

Após receber atendimento no posto, a cerca de 200 metros da casa, o garoto foi levado ao Hospital de Base. Segundo uma testemunha, o cunhado e a irmã foram para a unidade junto com a criança, na ambulância.

No Base, a mãe da vítima acompanhou o atendimento médico. A irmã dele, adolescente, também permaneceu no local. Apenas o cunhado fugiu e, até a mais recente atualização desta matéria, não foi localizado. Ele mora em Valparaíso de Goiás.

O irmão mais velho da vítima chegou à casa após o fato. Os cômodos da residência estavam sujos de sangue e ele teria limpado. Os agentes não acreditam que o objetivo do jovem era atrapalhar as investigações. Ele também prestou depoimento na 33ª DP.

Como o suspeito dos disparos é adolescente, o caso ficará a cargo da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

(Correio Braziliense)

 

Envie seu Comentário