MATO GROSSO DO SUL

Agentes penitenciários protestam em julgamento de suspeito de envenenar servidores

Homem trabalhava na cozinha do presídio e teria colocado um veneno conhecido como "chumbinho" no café dos agentes

15/02/2019 10h30 - Por: Folha de Dourados

 
Foto: André de Abreu Foto: André de Abreu

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Aproximadamente 15 agentes penitenciários estão participando, nesta sexta-feira (15), do julgamento de Reginaldo Soares da Silva, acusado de envenenar pelo menos seis servidores em abril de 2016.

Após análise das imagens do circuito de segurança da penitenciária máxima de Campo Grande, as investigações levaram até Reginaldo, que trabalhava na cozinha do presídio e era responsável por entregar pães em um dos pavilhões.

Ele teria colocado um veneno conhecido como "chumbinho" no café dos agentes e os servidores começaram a passar mal. Um deles chegou a ficar internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

De acordo com o presidente do sindicato da categoria, André Santiago, a classe quer justiça e a suspeita é que o veneno tenha entrado na penitenciária com a famosa "pescaria". "Pessoas jogam drogas, celulares e outros objetos para dentro do presídio e, devido ao pouco efetivo da PM nas muralhas, vários produtos ilícitos acabam entrando no local", disse.

Acompanhado de três advogados, Reginaldo ainda não prestou depoimento. Apesar de não confirmarem que o rapaz tenha participação em alguma facção criminosa, as vítimas acreditam que o envenenamento pode ter sido consequência de uma revista que aconteceu nas celas dias antes.

(TOP Mídia News)

 

Envie seu Comentário