MATERIAL INFLAMÁVEL

Peritos apuram se havia espuma em quartos no Flamengo

Peritos que trabalham na apuração do incêndio que matou 10 atletas da base do Flamengo apuram se o contêiner usado como alojamento dos jovens no Centro de Treinamento continha poliuretano, uma espécie de espuma, em sua estrutura.

10/02/2019 08h52 - Por: Folha de Dourados

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Peritos que trabalham na apuração do incêndio que matou 10 atletas da base do Flamengo apuram se o contêiner usado como alojamento dos jovens no Centro de Treinamento continha poliuretano, uma espécie de espuma, em sua estrutura.

O material, altamente inflamável, é o mesmo usado na Boate Kiss, que também pegou fogo e deixou 242 pessoas mortas e quase 700 feridos em 2013. O poliuretano teria a função de impedir a passagem de ruídos e do calor.

Em sua página na internet, a NHJ, que instalou os contêineres, diz que usa poliuretano, mas destaca que o produto é injetado entre as chapas de aço que formam as paredes dos dois lados, externo e interno. A empresa, porém, não informou se o procedimento foi adotado nos módulos instalados no Ninho do Urubu.

 

Envie seu Comentário