Arrecadar é preciso...

Se depender da Agenfa de Dourados Refis será um fracasso

24/10/2017 09h37

Se depender da Agenfa de Dourados Refis será um fracasso

Por: Folha de Dourados
 
 

Não é de hoje que a crise financeira no País atingiu em cheio os governos estaduais e as prefeituras. MS não é exceção. Com dificuldade de manter em dia a folha de pagamento dos servidores e os compromissos com fornecedores, o governador Reinaldo Azambuja lançou ontem (15) o Programa de Regularização Fiscal do Estado (Refis) que pretende recuperar pelo menos R$ 100 milhões junto aos contribuintes com débitos de ICMS, IPVA e ITCD.

Mas, não basta a iniciativa governamental para arrecadar os recursos fundamentais ao equilíbrio das contas públicas de Mato Grosso do Sul. É preciso que o contribuinte, depois de esclarecido através da propaganda oficial, seja convencido a pagar seus débitos e que o governo receba. Parece um encaminhamento trivial, menos em Dourados.

Ocorre que são muitas as reclamações que pesam sobre a figura do chefe da Agenfa de Dourados, Everson Leite Cordeiro. O descontentamento com o servidor é generalizado entre o empresariado, o cidadão comum e mesmo entre seus comandados. Não tem liderança. É tido com um sujeito complicado, mal humorado que não tem por hábito o diálogo com o contribuinte e nem de atender telefones, até da imprensa.

As reclamações contra a Agenfa de Dourados são fáceis de constatar nos sites de busca com o Google e assim fundamentam as denúncias.

Se a Secretaria de Estado de Fazenda, da qual a Agenfa é vinculada e subordinada, não tomar providências urgentes, o segundo maior município de Mato Grosso do Sul arrecadará aquém do previsto no Refis.

Seguem duas da reclamações postadas na internet (veja a imagem acima):

"Também fico indignado com a falta de respeito dos servidores por não atenderem o telefone, o contribuinte além de pagar altos impostos ao estado não obtem o retorno esperado pela contribuição de sua parte, deveriam na verdade é ter alguém que fiscalizasse, cobrasse e punisse esses servidores preguiç..."

"É quase impossível conseguir falar com alguém na agenfa de dourados por telefone. Nunca atendem ao telefone. Acho uma tremenda falta de respeito ao contribuinte."

 

Envie seu Comentário