Dourados

Delcídio lança Delia à reeleição, mas prefeita não confirma candidatura em 2020

14/12/2019 13h19 - Por: Folha de Dourados

 
Délia Razuk assina ficha de filiação ao PTB entre Neno e Delcídio do AmaralDélia Razuk assina ficha de filiação ao PTB entre Neno e Delcídio do Amaral
 
Evento de Dourados reuniu mais de 500 pessoasEvento de Dourados reuniu mais de 500 pessoas

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

José Henrique Marques

A prefeita Délia Razuk assinou na manhã deste sábado (14) a ficha de filiação ao PTB no encontro regional do partido em Dourados, que reuniu mais de 500 pessoas e lideranças políticas de 14 municípios. E saiu de lá como pré-candidata à reeleição lançada pelo presidente regional da legenda, o ex-senador Delcídio do Amaral.

Contudo, não há nada definido. Delcídio, que chegou atrasado em mais de uma hora ao evento e, portanto, não ouviu a prefeita discursar sobre sua eventual pré-candidatura - à plateia não disse sim, nem não. O filho dela, o deputado estadual Neno Razuk, que também já havia discursado, frisou que, embora defenda a reeleição da mãe, a decisão "é pessoal dela", mas garantiu que o PTB terá candidatura própria em 2020. Com a chegada do ex-senador, mãe e filho fizeram novamente uso da palavra para saudá-lo.

A verdade é que se as eleições fossem hoje, Délia Razuk não disputaria um novo mandato. Mas, dependendo da configuração política até o limite das convenções partidárias, em 30 de junho, esse posicionamento pode mudar, porque ela tem partido forte, apoio de lideranças e muito prestígio junto ao eleitorado dos bairros periféricos.

E no projeto político esbouçado por Delcídio, que pretende disputar o governo do Estado em 2022 (desde que recupere seus direitos políticos cassados pelo Senado), Dourados é estratégico, não só porque é o segundo maior colégio eleitoral do MS, mas também por exercer influência regional. De acordo com ele, o PTB pretende eleger de 10 a 15 prefeitos e entre 70 e 100 vereadores.

Tanto Delcídio como Neno defenderam a administração de Délia à frente da Prefeitura. Numa fala nada conservadora, que lembrou seus tempos de petista, o ex-senador atacou as "elites preconceituosas" e o deputado creditou às críticas aos derrotados em 2016 e ao aumento "irresponsável" da folha de pagamento no final da administração anterior, numa alusão ao ex-prefeito e atual vice-governador do Estado, Murilo Zauith, do DEM, cuja consequência, segundo ele, engessou os investimentos em Dourados.

"Todos conhecem a coragem e o trabalho dela, enfrentando sem descanso todos os problemas da administração, que, por sinal, não foram criados por ela", afirmou Neno lembrando que, a partir do ingresso de Delia Razuk no partido, a legenda deve ganhar ainda mais reforço em Dourados e nos municípios da região.

 

Envie seu Comentário