Cultura

Raras frutas

27/03/2018 13h47

Raras frutas

Por: Folha de Dourados
 
 

(*) RARAS FRUTAS (Rebecca Loise)

Enlaçada a teu corpo

no apito rouco das três da manhã

De olhos fechados, eu vi

um morango roxo semi-vestido de terra

de alta fertilidade

A cor roxa reluzia feito o perigo

do sinal vermelho no semáforo

Recordando o momento em que os pneus

querem revoltar-se contra a física

pelo livre poder das asas

Deitado sob o tecido da terra,

brilhava o morango

Doando e querendo atenção,

a lua pairava soberana

O feixe de luz lunar batia forte

mas delicado

no roxo da fruta

Teus lábios são este instante

O cintilar da lua batendo delicado

mas com força

no corpo de um morango roxo semi-vestido de terra

de alta fertilidade

De olhos abertos, ainda amarrada

no enlace das tuas pernas,

na prova da textura da pele do teu pescoço,

pintando teu corpo na tinta da saliva,

com o cetim dos mamilos sentindo teu pulsar,

embevecida pelo teu cheiro,

De olhos abertos, eu não vejo

o escândalo dos ponteiros

Sob o efeito da lua

e das asas do desejo,

são nossas bocas

raras frutas


(*) Rebecca Loise é psicóloga e mestra em Psicologia (PUC-SP), professora universitária (UFGD) e atua como psicanalista em consultório particular. Bailarina, escritora, poeta e amante das artes cênicas. Desde 2010 alimenta seu blog "De Sóis Noturnos" (www.rebeccaloise.blogspot.com). E-mail: rebecca.loise@gmail.com.

 


Envie seu Comentário