Em tempos de pandemia

Em tempos de pandemia, Simted Dourados disponibiliza vídeo aulas do espetáculo 'Com a palavra, o poeta'

Para manter interação com o público, Emmanuel Marinho propõe, nesta quinta edição, que estudantes gravem vídeos com apresentações culturais e perguntas

11/07/2020 07h49 - Por: Folha de Dourados

 
Apresentações abordam poesia, música e educação (imagem:reprodução/youtube)Apresentações abordam poesia, música e educação
(imagem:reprodução/youtube)

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

O Simted Dourados manteve a parceria com o poeta douradense Emmanuel Marinho neste ano de 2020 por meio da divulgação de vídeo aulas do espetáculo "Com a palavra, o poeta". O projeto de apresentações culturais e formação voltado a professores e estudantes do ensino médio da rede pública de ensino de Dourados (MS) terá sua quinta edição virtual, devido à pandemia do novo coronavírus, que exige o distanciamento social.

Em entrevista ao Simted, o artista contou que há mais de 40 anos participa de atividades voltadas à educação, atuando em oficinas para docentes e realizando aulas espetáculos para turmas de alunos de todas as idades, em escolas urbanas, rurais, quilombolas e indígenas. O trabalho premiado de Marinho é realizado em parceria com entidades como o Simted e por meio de editais públicos para o ensino.

"Me tornei um amigo da escola, fiz várias apresentações, dei oficinas para professores. Esse contato que eu tenho com as escolas é o melhor presente que eu tenho na minha vida. Uma coisa que me dá um prazer muito grande, quando você vê o resultado 20 anos depois, 30 anos depois [...] E daí o Simted levou essa minha palavra para as escolas públicas aqui de Dourados, levando as escolas até a sede do Simted, no anfiteatro. Eu fazia várias apresentações e foi uma experiência tão rica, tão linda", comentou o poeta sobre a parceria com o sindicato, que teve início no ano de 2016.

Em 2020, o projeto será realizado por meio da divulgação de cinco vídeo aulas do espetáculo, que serão disponibilizadas no canal do youtube do Simted Dourados www.youtube.com/c/SimtedDouradosMS. A edição deste ano é voltada não só para vestibulandos, mas também para estudantes do ensino fundamental e público interessado em geral, que poderão acessar o conteúdo literário e poético por meio dos vídeos.

No primeiro vídeo, Emmanuel Marinho aborda poemas do livro "Cantos de Terra", primeiro livro impresso do poeta, lançado em 1981. Na segunda vídeo aula do espetáculo, o artista dá voz ao livro "Margem de Papel" de 1994. Já a terceira obra abordada será "Satilírico" (1995). O quarto vídeo trará "Caixa das Delícias" (2003), que reúne vários elementos artísticos como poesia, música e pintura. Nesse contexto está o CD "Encantares", que traz a faixa "Bicicleta", poema que faz parte da Lista de Manifestações Artísticas para o Vestibular 2021 da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

O arte educador quer a participação de estudantes no seu quinto vídeo. Ele solicita que professores e professoras da rede pública, que utilizarem o espetáculo disponibilizado pelo SIMTED em suas aulas, proponham às suas turmas de alunos e alunas que gravem vídeos na horizontal com suas próprias apresentações culturais (música, poesia, pintura, leitura etc.) e perguntas e encaminhem para o artista. O material interativo dos estudantes será abordado como tema do último vídeo do "Com a palavra, o poeta" 2020.

Os vídeos podem ser encaminhados por e-mail para os seguintes endereços: bazardepoesia@gmail.com / info@puntoaureofotografia.com / simteddourados@gmail.com.

Assista ao primeiro vídeo da edição 2020 do espetáculo "Com a palavra, o poeta": https://www.youtube.com/watch?v=5VKVfrTNFpY

Arte no contexto da Pandemia

O artista relatou que, em meio a pandemia da Covid-19, está se reinventando para continuar o seu trabalho. Ele tem se mantido em isolamento social junto de sua mãe, Sônia Marinho, de 91 anos. A convivência tem sido de muito diálogo sobre arte, a política e vivências. "De uma forma muito subliminar, vamos assim dizer, porque ela sempre foi franciscana, uma pessoa muito religiosa. E ela sempre teve essa doação aos oprimidos, aos doentes. Enfim, sempre foi um exemplo assim de compaixão, de amor e de ajudar muito as pessoas. Então, eu cresci com isso. Desde criança, vendo aquela pessoa mais generosa, fraterna. Ela sempre teve uma dedicação aos oprimidos, ao povo mesmo. Sempre foi uma pessoa bem generosa", conta ao explicar que sua vida-obra também reflete a influência dela.

A formação do poeta se deu num contexto de muita leitura. Sua mãe era dona de uma livraria e, ainda na juventude, Emmanuel já se via engajado de forma política. Durante a Ditadura Militar participou do movimento estudantil, Diretas Já, reforma agrária, do teatro de protesto e, tendo contato direto com a política nacional, fez essa trajetória política se tornar tônica de suas obras artísticas.

Sobre o conturbado atual momento político e da política cultural no país, pontua: - "Nós não estamos vivento uma coisa similar à ditadura. Não sei dizer se é pior [...] Talvez a palavra não seja ditadura. Mas é uma ditadura dissimulada. A gente vive num momento autoritário, de negação. Negacionismo. Negam a cultura, negam a ciência, a tecnologia, negam a educação, negam a pandemia. É um absurdo. Nós vivemos um momento sem luz. Nós vivemos momentos obscuros. Vivemos uma tempestade, o que é muito triste. Não só a cultura. Realmente, a cultura vive uma desconstrução. Essa desconstrução começou lá atrás... de tudo que nós conquistamos, com a democracia. Tudo que foi conquistado na Educação".

Emmanuel Marinho conta que, antes da pandemia, já tinha muitas agendas de apresentações em todo o país, mas precisou se reinventar diante da necessidade do isolamento. Isso também motivou o Simted a propor a mudança do projeto "Com a palavra, o poeta" para uma sequência de vídeo aulas, para disponibilizar o espetáculo ao público em geral.

"É uma coisa que pegou de jeito com a arte. Uma coisa muito complexa e muito triste. E daí a gente vai vivendo da colaboração. Eu fiquei sem chão", comentou o poeta sobre a situação de artistas nesse momento de crise. Ele explica que busca alternativa como a criação de uma rede colaborativa, participação em editais de cultura, ajuda dos amigos, parceria com entidades como o Simted e esperando a implementação do auxílio emergencial cultural da Lei Aldir Blanc destinado a artistas.

Agora, pelo meio digital, o espetáculo "Com a palavra, o poeta", será mais uma ferramenta para a continuidade do trabalho do artista com a poesia e a educação. Impossibilitado de reunir o público de estudantes e docentes no plenário do Simted Dourados, ele solicita que essa interação seja por meio de vídeos gravados pelos próprios alunos e encaminhados para o poeta, que terá o material como base do vídeo final do projeto neste ano de 2020.

Serviço

Veja o vídeo da primeira apresentação do espetáculo "Com a palavra, o poeta":

https://www.youtube.com/watch?v=5VKVfrTNFpY

Todos os vídeos estarão disponíveis no canal do youtube do SIMTED Dourados e demais redes sociais:

youtube.com/c/SimtedDouradosMS

facebook.com/simted.dourados

instagram.com/simteddourados

twitter.com/simteddourados

Envie seu vídeo e participe do espetáculo com o poeta Emmanuel Marinho:

bazardepoesia@gmail.com

info@puntoaureofotografia.com

simteddourados@gmail.com

 

Envie seu Comentário