Geral

Tatuador é condenado por retirar orelha de cliente mesmo com autorização

A sentença será proferida no fim de março, segundo o "Metro".

13/02/2019 09h35 - Por: Folha de Dourados

 
Orelha de cliente retirada por Brendan McCarthyOrelha de cliente retirada por Brendan McCarthy

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

O tatuador Brendan McCarthy, de 50 anos, foi condenado por tribunal de Wolverhampton (Inglaterra), por ter retirado uma orelha de um cliente em 2015.

A estratégia de defesa - Brendan tinha autorização por escrito do cliente - foi rebatida duramente pelo juiz que cuida do caso.

O magistrado Amjad Nawaz citou, na condenação, que Brendan, apelidado de Dr Evil (Doutor Mau), já vinha sendo processado por ter arrancado o mamilo de um cliente e ter feito uma fenda na língua de outro. Ambos os casos têm documentação que o autorizava a realizar os procedimentos, mas o juiz considerou que o trabalho de tatuador não tem relação à "modificação permanente de corpos".

Porém, para o juiz, a autorização não dá ao tatuador o direito de realizar um "procedimento médico" com "mutilação". Nawaz afirmou que Brendan se aproveitou de "problemas psicológicos" dos clientes.

Advogados do tatuador tentaram apelar para a Suprema Corte, mas o pedido foi negado. (Extra.Globo)

 

Envie seu Comentário