INCRÍVEL

Graças a 36 caronas, amigos viajam por 4 estados e voltam cheios de histórias

Uma simples postagem no Twitter fez Vanessa encarar uma jornada ao lado do amigo e juntos gastaram um total de R$ 850,00.

12/02/2019 07h53 - Por: Folha de Dourados

 
A felicidade de quem conseguiu cumprir todas as metas e ser feliz em uma viagem inesquecível. (Foto: Arquivo Pessoal) A felicidade de quem conseguiu cumprir todas as metas e ser feliz em uma viagem inesquecível. (Foto: Arquivo Pessoal)

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Eles viajaram por 17 dias, percorreram mais de 6 mil quilômetros e conheceram quatro estados do País. Tudo de carona e gastando o total de R$ 850,00. Cheios de coragem, os amigos Victor Pereira do Prado e Vanessa Naves de Sousa, de 19 e 21 anos, realizaram um sonho e voltaram cheios de histórias para contar.

A aventura iniciou quando Victor publicou no Twitter o desejo de encontrar uma parceria para fazer um mochilão pelo Brasil. Três dias após a postagem, Vanessa respondeu topando a viagem. Mas Victor não conhecia nada fora do Mato Grosso do Sul, então sentou à mesa junto com a amiga para traçar um roteiro com estados onde haviam amigos em comum. "Tínhamos lugar para ficar em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. Resolvemos planejar os lugares que iriamos passar e onde ficaríamos hospedados", explica Vanessa.

Viagem econômica - Eles abandonaram o conforto e decidiram gastar pouco. De Campo Grande foram para São Paulo e Rio de Janeiro, passaram por Espírito Santo e também conheceram a Bahia.

A bagagem pesava pouco. Cada um carregou uma mochila com poucas roupas, alguns alimentos leves e água, muita água. À noite, enquanto não chegavam na casa dos amigos, eles quase sempre dormiam nos aeroportos. "Dormir no aeroporto ajuda a economizar dinheiro e tem várias pessoas esperando para embarcar, além de acordar e já ter lugar para tomar um café da manhã", explica Victor.

No quesito alimentação, a dupla investiu em um café reforçado para dar conta de horas de espera por uma carona na estrada. "O café é muito importante, já o restante do dia nos hidratamos com água e bolachas. Não parávamos para almoçar porque iriamos perder muito tempo".

(Campo Grande News_

 

Envie seu Comentário