Secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende — Foto: Redes Sociais/Reprodução

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, disse que com mais 15 mortes por Covid-19 confirmadas nesta quarta-feira (14), que a média móvel de óbitos de Mato Grosso do Sul voltou a subir. Estava em 10,4 ontem e chegou a 11,3 por dia hoje, nos últimos 7 dias.

A taxa de letalidade permanece em 1,9% e o total de mortes provocadas pela doença é de 1.464.

Por outro lado ele destacou uma pequena redução na taxa de contágio, que caiu para 0,95%.

Disse que já há alguns dias o estado vem mantendo uma taxa de contagio abaixo de 1%, e que é um bom sinal de declínio da doença em Mato Grosso do Sul.

Nesta quarta-feira foram confirmados mais 485 casos novos de Covid-19 e a média móvel ficou em 362 casos por dia, nos últimos 7 dias.

Outra marca positiva destacada pelo secretário foi em relação ao número de pessoas recuperadas. O estado atingiu hoje 70.007 pessoas que se infectaram com o coronavírus e se curaram da doença.

Isso representa 92,6% do total de casos registrados no estado, que chegou a 75.561.

Apesar de vários indicadores positivos que apontam a desaceleração da doença no estado, o secretário diz que é preciso aguardar agora o resultado do último feriado prolongado, em razão do grande número de aglomerações, festas e comemorações.

Reafirmou que esse comportamento pode se refletir nos próximos 15, 20 dias, e torce que para que tenha uma nova onda de crescimento da doença.

O estado tem 4.090 casos ativos da doença. Estão em isolamento 3.709 pessoas e internadas 381, sendo 200 em leitos de terapia intensiva (UTI).

A taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) é de 44%.

O Laboratório Central (Lacen), em Campo Grande, tem 560 amostras de testes para a Covid-19. Os municípios possuem 3.217 casos suspeitos sem encerramento.

Desde o início da pandemia o estado aplicou 291.519 testes para a detecção da Covid-19. (G1/MS)

Comentários do Facebook