Sócio proprietário da Raízen, usina com unidade em Caarapó, Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, sua esposa Maria Luiza Meneghel, 71 anos, e os 3 filhos do casal morreram ontem (14) em acidente aéreo em Piracicaba (SP). A aeronave caiu em uma área de mata no bairro Santa Rosa e, com a explosão, um incêndio teve início no local.

[Colocar ALT]
Celso e Maria Luiza | Foto: Gustavo Annunciato – Câmara de Piracicaba

Além do casal, morreram os filhos: Celso Meneghel Silveira Mello, 46 anos, Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48 anos, e Fernando Meneghel Silveira Mello, 46 anos. Também morreu o piloto Celso Elias Carloni, 39 anos, e o copiloto Giovani Dedini Gulo, 24 anos.

A Raízen, do Grupo Cosan, é uma empresa integrada de energia nos setores de produção de açúcar e etanol, distribuição de combustíveis e geração de energia. Em Mato Grosso do Sul, a usina de unidade produtora fica localizada na rodovia MS156, KM 12.

A usina foi inaugurada em setembro de 2010 em solo sul-mato-grossense, com a perspectiva de moagem e processamento de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, com produção de 90 milhões de litros de etanol e 185 mil toneladas de açúcar por safra. Na inauguração da usina, Celso não esteve presente, onde apenas compareceu o presidente do Conselho de Administração da Cosan, Rubens O. Silveira Mello, irmão de Celso.

O acidente

A aeronave caiu em uma área de mata no bairro Santa Rosa e, com a explosão, um incêndio teve início no local. As vítimas foram carbonizadas e morreram no local. O Corpo de Bombeiros já localizou os sete corpos, segundo a Prefeitura de Piracicaba, e aguarda a conclusão da perícia para liberação.

Em nota, a empresa Raízen confirmou a morte do empresário Celso Silveira Mello Filho e família. “Celso era acionista e irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia, Rubens Ometto Silveira Mello.”  Segundo a empresa, também estavam no avião a esposa de Celso, Maria Luiza Meneghel, seus três filhos, Celso, Fernando e Camila, o piloto Celso Elias Carloni e o copiloto Giovani Gulo.

Comentários do Facebook