Com a morte de uma moradora de Itaporã, Iulina Moreira da Silva de 49 anos, carinhosamente conhecida como Baiana, vítima de grave acidente na tarde desta sexta-feira (14) o qual foi fruto de uma fatalidade, onde um caminhão acabou por atropelar a ciclista, e em virtude do atropelamento a vítima acabou não resistindo aos ferimentos e veio a falecer.

Após a notícia se espalhar rapidamente através das redes sociais, acabou gerando muita comoção, por ser uma pessoa bem conhecida de todos na cidade, e muito querida, e em virtude disso, muitas pessoas se manifestaram nas redes sociais, lamentando o fato ocorrido, prestando suas condolências à família da vítima, bem como expondo suas opiniões a cerca do acidente, ou a forma como ocorreu… que de fato infelizmente tem ocorrido com certa frequência esse tipo de fatalidade, envolvendo caminhões e carretas com ciclistas, entre outros.

Com base nessa mobilização, e em tudo que cerca o fato em si, e diante dos vários depoimentos nas redes sociais, a velha e recorrente questão retorna por parte de todos:

Até quando perderemos mais vidas por conta do trânsito de veículos pesados nas ruas de Itaporã?

Vale lembrar que no ano de 2021 houve outro acidente em condições parecidas com as de hoje, bem como em anos anteriores. E grande parte da nossa sociedade sempre retorna ao mesmo questionamento, solicitando o que, para a maioria seria uma solução para dar fim a esses infortúnios que vez ou outra acometem nossa população, a implantação do Anel Viário, que desviaria o trânsito pesado para fora da cidade.

A Redação do Itaporã News lembra que em vários momentos distintos, ao que se refere sobre o tema descrito acima, sempre procura de certa forma exprimir a opinião e levar em conta a manifestação popular dos moradores, que sempre que esse assunto vem à tona, a opinião é praticamente unânime no sentido de que as autoridades competentes tomem as devidas providências na implantação do Anel Viário em nossa cidade.

O acidente

De acordo com informações do boletim de ocorrências, um veículo Ford cargo 4532 seguia pela Rua Juscelino Kubitschek de Oliveira no sentido norte-sul, próximo à Rua José Pacheco Pontes acabou atropelando uma ciclista de 49 anos.

O motorista de 59 anos que não teve o nome divulgado, relatou que transitava com seu veículo Ford cargo pela Juscelino Kubitschek de Oliveira que após o cruzamento com a Rua José Pacheco Pontes, populares a cenário para que ele parasse o veículo pois havia acabado de atropelar uma ciclista.

Em depoimento o motorista disse não ter visto o acontecido, pois a ciclista foi atropelada pelos eixos traseiros da carroceria, sendo que o mesmo ficou no local do acidente até a vítima ser atendida pela ambulância

Baiana como é conhecida sofreu fratura nas duas pernas, sendo que na perna direita, teve fratura exposta, seguido de esmagamento do pé. Devido a gravidade dos ferimentos a vítima foi encaminhado vaga zero para o Hospital da Vida no município de Dourados. ( ITAPORA NEWS )

Comentários do Facebook