A descoberta de mensagens de WhatsApp que um pastor de 35 anos, de uma cidade de Mato Grosso do Sul,  enviava a uma menina de 13 anos acabou com a prisão do homem pelo crime de estupro. Ele usava um quarto nos fundos da igreja para cometer o crime.

O pastor enviava mensagens a garota, que frequentava a congregação onde o pastor era líder, falando querer se encontrar com ela, que a adolescente era bonita e que sentia saudades. Os estupros aconteceram em 2017, quando ele a levava para o quarto, a deixava nua e cometia o abuso. 

Em uma das mensagens, segundo apurou o site Mídia Max, a menina ainda relatava o medo de engravidar para o pastor, que teria respondido que não aconteceria. Em 2018, o crime foi descoberto e ele prestado depoimento, mas o mandado de prisão só foi expedido em fevereiro deste ano. 

Já nesta quarta-feira (21), a defesa entrou com pedido de liberdade para o pastor, mas foi negado pela Justiça. 

Comentários do Facebook