Foto: Leonardo Hübbe

Time douradense foi semifinalista e enfrentou possíveis adversários na Liga Nacional de Futsal

O Juventude AG participou da sua primeira competição no ano e os resultados, dentro e fora da quadra, foram positivos. Pelo menos essa é a avaliação tanto do técnico Lucas Chioro, como do presidente Thiago Altomare. Semifinalista da Taça Brasil de Futsal, disputada em Tubarão, Santa Catarina, o clube douradense se apresentou ao cenário nacional e criou boas expectativas para a Liga Nacional de Futsal, principal competição do país, que participa pela primeira vez.

Em Tubarão, aliás, o Juventude AG teve a oportunidade de jogar contra dois adversários que pode encontrar na LNF. Na primeira fase empatou com o Joaçaba-SC em 1 a 1 e com o Foz Cataratas-PR em 4 a 4, campeões, respectivamente, catarinense e paranaense. Depois venceu o Amigos do Alvorada-AM por 4 a 2. Nas quartas de final, empatou com a AABB-SP em 2 a 2 e venceu nos pênaltis por 3 a 2. Na semifinal, voltou a cruzar com o Foz e perdeu por 2 a 1.

Essa campanha deixou Lucas Chioro satisfeito, reconhecendo as dificuldades enfrentadas, com jogos todos os dias. “Nossa primeira fase foi positiva, terminamos invictos. Sabíamos das dificuldades que íamos enfrentar, principalmente na parte física, com jogos decisivos e diários, mas pleiteávamos estar na semifinal pelo menos e conseguimos, enfrentando um adversário tradicional do futsal nacional”, analisou o treinador.

Visibilidade

A participação na Taça Brasil foi também festejada pelo presidente Thiago Altomare, que acompanhou a delegação em Santa Catarina. “Foi até certo ponto surpreendente ficar entre os quatro melhores da competição. Perdemos a semifinal para o Foz Cataratas jogando de igual para igual no, na minha opinião, nosso melhor jogo técnico, com os atletas se conhecendo um pouco mais”, disse.

Se durante os jogos pôde atuar apenas como torcedor, Thiago espera que a boa campanha possa mobilizar ainda mais o torcedor sul-mato-grossense e angariar novos apoiadores. “Tivemos todos os jogos transmitidos ao vivo e esse será o formado da temporada, principalmente nos jogos da Liga Nacional. No jogo contra o Joaçaba foram mais de 11 mil pessoas assistindo, tivemos resposta em diversas cidades do Estado, com uma visibilidade muito boa para os nossos patrocinadores. Que essas empresas possam continuar nos ajudando e atraindo outras, fortalecendo nosso projeto, que não é simples e muito menos barato”, afirmou.

Se na Taça Brasil, o torcedor pôde assistir todos os jogos gratuitamente, para acompanhar o time na Liga Nacional e ver todos os jogos, vai precisar assinar o serviço de pay-per-view, o que vai gerar recursos para o clube. O dirigente, porém, aposta na visibilidade que o JAG e apoiadores ganharão. “Todos os jogos serão transmitidos, dentro e fora de Dourados, e isso vai trazer um retorno muito bom para cada apoiador, patrocinador que quer ver sua marca exposta. Paralelamente a isso, nosso departamento de marketing e comunicação vai trabalhar na distribuição de material para que o torcedor fique sempre por dentro das ações do clube e, principalmente, do time nas diversas competições que disputaremos”, conclui.

Comentários do Facebook