Aviso meteorológico emitido hoje (25) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) inclui Dourados na zona geográfica com alerta de perigo para tempestades em municípios de Mato Grosso do Sul e São Paulo. 

A publicação aponta riscos potenciais como chuva entre 30 e 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros ao dia e ventos intensos de 60 a 100 quilômetros por hora, além de queda de granizo, entre 0h e 11 horas de sexta-feira (26). 

Todas essas adversidades climáticas implicam ainda em risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.

Já de acordo com o Guia Clima da Embrapa Agropecuária Oeste, Dourados está há 14 dias sem chuvas expressivas e acumula até esta quinta-feira (24) índice pluviométrico de 23.2 milímetros, ante a média mensal de 155.1 milímetros esperada para novembro com base em quatro décadas de monitoramento climático no município. 

Hoje, a estação agrometeorológica apurou temperatura mínima de 24.8ºC às 5h04 e máxima de 34.2ºC às 10h49. Pouco depois, às 11h, houve sensação térmica de 35.8ºC, razão pela qual foi emitido alerta de muita atenção por riscos à saúde humana.

“O calor excessivo, além de provocar desconforto térmico, pode afetar o desempenho e o comportamento das pessoas, causando mal-estar, inquietações e perda de concentração. Além disso, pode causar fadiga, câimbra e esgotamento”, detalha o Guia Clima, que mede a sensação térmica devido ao efeito conjunto de temperaturas altas e da umidade do ar pela Temperatura Aparente ou índice de calor e classifica o nível de risco à saúde humana com base no critério da NOAA’s National Weather Service Office dos Estados Unidos.

Sem chuvas expressivas há 14 dias, Dourados tem umidade relativa do ar em queda. Hoje, o índice caiu de 78% às 4h26 para 40% às 10h49, conforme apuração feita pela estação agrometeorológica da Embrapa Agropecuária Oeste. (Com DouradosNews)

Comentários do Facebook