A construção civil apresentou atividade mais intensa em outubro, com a recuperação do nível de emprego após dois meses de recuo. A avaliação é da Confederação Nacional da Indústria.

De acordo com o estudo, este foi o maior indicador do ano, um sinal de alta mais forte e disseminada da atividade. Segundo a CNI, o desempenho mais favorável do setor também se reflete na intenção de investir por parte dos empresários.

Todos os itens avaliados pela pesquisa seguem acima da linha divisória de 50 pontos, indicando que as expectativas dos empresários são de crescimento para os próximos seis meses.

O  mesmo estudo aponta que 74% das grandes empresas fizeram investimentos em 2019. E o percentual de companhias satisfeitas por terem feito o aporte foi o maior desde 2010: 64% (contra 49% em 2018 e 47% em 2017).

Comentários do Facebook