Foto: Reprodução/RenataBarros

Nesta sexta-feira (13), Campo Grande será cenário para o lançamento do livro “A Lei dos Mortos”, escrito pelo jornalista Alex Mendes. Com enredo que promete surpreender o leitor, o livro narra uma história de amor transformada em terror.

Fernando e Kelly são noivos e decidem viajar para uma cachoeira, em busca de um fim de semana em um lugar afastado do movimento da vida urbana. Contudo, ao chegarem ao local são violentamente assassinados por um grupo.

A partir de então, as almas do casal vão para um lugar chamado Limbo. Neste local, eles precisam deixar a vida terráquea no passado para seguir para uma outra vida.

Em busca de vingança, a liga Lei dos Mortos movimenta a história contada ao longo das páginas, que farão o leitor ficar de cabelo em pé. “O enredo é surpreendente, você acha que vai para um lado e vai para o outro”, garante o autor.

Histórias de terror para ninar

Alex contou ao g1 que as histórias para dormir na casa dele eram diferentes da maioria dos lares. “Desde criança o meu pai conta histórias de assombração, no lugar de contar de contos de fadas, ele contava história de assombração, terror e essas coisas. Eu gostava muito do tema e ficava fascinado, ficava imaginando a assombração chegando”.

Desde a adolescência, o jornalista sonhava em transformar as histórias que permeavam a imaginação dele em livros. “Virei jornalista e eu escrevia histórias de outras pessoas e não tinha tempo para escrever minhas próprias. Quando eu fiz 40 anos, decidi escrever”, relata.

Para além das páginas de terror, o livro também traz reflexões. “Nós que somos jornalistas vivemos com a realidade. Qual é a diferença de um cara torturar a esposa por 30 dias e depois matá-la do que se isso fosse feito por um fantasma? ‘Ah, do fantasma eu tenho medo’, e do homem, não? O ser humano é o pior dos monstros, os outros a gente não vê, é coisa da nossa imaginação”, afirma Alex.

Lançamento

“A Lei dos Mortos” será lançado, nesta sexta-feira (13), em Campo Grande, com noite de autógrafo.

  • Local: Rua Catumbi, 159 – Jardim Bela Vista
  • Horário: das 19h às 21h
  • (g1)
Comentários do Facebook