Secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Em 10 dias deve começar a testagem da vacina Covonavac, desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan

Já o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, detalhou nesta quinta-feira (8) a testagem das vacinas contra a Covid-19 em Mato Grosso do Sul.

Disse que ontem foi celebrado acordo com o laboratório Janssen, para em 15 dias começar a fazer o cadastramento de voluntários para o teste da vacina que a empresa pesquisa. Serão cadastrados prioritariamente para participação, os trabalhadores da segurança pública e da saúde.

Comentou que em 10 dias deve começar a testagem da vacina Coronavac. Disse que foi assinado acordo entre os governadores Reinaldo Azambuja e João Doria, de São Paulo. Essa vacina é desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, em parceria com o Instituto Butantan.

Resende falou que no dia 19 de outubro vai ocorrer o lançamento da pesquisa que vai avaliar o uso da vacina BCG na prevenção a Covid-19, uma iniciativa coordenada pelo infectologista Júlio Croda, que envolve o Fiocruz e o Instituto de Pesquisa Infantil Murdoch, da Austrália.

A ideia, conforme ele, é que se tenha no estado o cadastro de até 2 mil voluntários para participarem dessa pesquisa. Vai ser priorizada a participação de trabalhadores das áreas de segurança pública e saúde.

O secretário disse também que o laboratório multinacional Sanofi quer uma parceria com Mato Grosso do Sul para testar a vacina que desenvolve contra a Covid-19 a partir de janeiro de 2021.

Resende falou também sobre a criação de um protocolo de biossegurança, para que em uma ação mediada pelo Ministério das Relações Interiores, possa ser dada segurança para a reabertura da fronteira do Paraguai e o Brasil, possibilitando a retomada do turismo de compras.

  • Nesta quinta-feira, o estado registrou mais 521 novos casos de Covid-19. A média móvel caiu para 472,7 casos por dia nos últimos 7 dias. O total de infectados do estado chegou a 73.548.
  • A taxa de contágio recuou para 0,98%.
  • Mais 10 mortes foram confirmadas. A média móvel de óbtidos nos últimos 7 dias permaneceu em 12 e o total de vidas perdidas para a doença chegou a 1.395.
  • O estado tem 4.989 casos ativos. Estão cumprindo isolamento domiciliar 4.555 pessoas. Outras 434 estão hospitalizadas, sendo 149 em unidades de terapia intensiva (UTIs). A taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) é de 47%.
  • O estado tem 67.164 pessoas que se infectaram com o novo coronavírus recuperadas.
  • Estão na fila do Laboratório Central (Lacen), em Campo Grande, 429 amostras de testes da Covid-19.
  • Os municípios possuem 3.916 casos suspeitos sem encerramento.
  • Desde o começo da pandemia o estado já realizou 283.222 testes para a detecção da Covid-19. (G!/MS)

Prosseguir

O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, apresentou hoje também as novas bandeiras do programa Prosseguir. A iniciativa apresenta um indicativo da situação de risco para a Covid-19 para os municípios do estado.

Conforme o programa, 31 cidades mantiveram o grau de risco que tinham. 13 melhoraram e 35 pioraram.

Hoje, 30 cidades estão com grau alto, bandeira vermelha, entre eles Campo Grande. 41 estão bom risco médio, bandeira laranja e 8 estão com grau tolerável, bandeira amarela.

Riedel ressaltou que os 35 municípios que pioraram sua avaliação de risco é um indicativo que situação atual da pandemia no estado não é confortável, que a doença ainda está muito presente é que é preciso cautela e que ainda vivemos uma situação extremamente delicada.

Comentários do Facebook