Fiscalização da prefeitura flagrou na manhã desta sexta-feira (11/6), grupo de funcionários trabalhando internamente em uma das filiais da Casas Bahia em Dourados, localizada no cruzamento da avenida Marcelino Pires com a rua Nelson de Araújo, região central. 

Conforme apurado pelo Dourados News, 17 pessoas estavam no local no momento da chegada da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal. 

De acordo com o fiscal de posturas Júlio César Moretti, que acompanhou a ação, as equipes foram verificar após a chegada da GM. No interior da loja, era realizado o serviço de faxina. 

“Recebemos denúncia da Guarda e viemos verificar. Chegamos aqui e foi constatado pessoas dentro da loja com portas fechadas. O decreto do lockdown é claro, as pessoas devem ficar em casa e podendo sair para serviços essenciais. Eles alegaram que estavam fazendo faxina para abrir na segunda-feira, mas isso é proibido até a 0h de domingo, não deveriam estar ali e sim, em casa”, contou.

A filial das Casas Bahia foi autuada dentro do decreto com multa de 90 Uferms, aproximadamente R$ 4 mil e os trabalhadores orientados a voltarem às respectivas residências. 

Havan

No primeiro dia do lockdown, a filial da Havan em Dourados foi lacrada por estar aberta ao público. Em 30 de maio, denúncia realizada por populares levou a fiscalização ao prédio onde funciona a loja. 

Além do fechamento das atividades, a vigilância ainda multou o estabelecimento pelo descumprimento do decreto. 

O departamento jurídico da Havan ainda entrou com ação contra o município na tentativa de abertura da filial durante o lockdown, alegando comercializar produtos alimentícios, considerados essenciais, porém, teve a tentativa barrada pela Justiça. 

Lockdown

Com base no Decreto 400 que instituiu o lockdown no município desde 30 de maio, é proibida a abertura e o funcionamento do comércio, mesmo internamente, até amanhã (12/6), quando se encerra o período determinado. 

Também é proibida a circulação de pessoas, salvo para deslocamento para atividades essenciais. (Douradosnews)
 

Comentários do Facebook