Tá dito: “Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir.” (Sêneca)

José Henrique Marques –

Mistérios – Perguntas que não ofendem: Por que será que nos últimos anos várias dezenas de sites surgiram em Dourados? Isso estaria relacionado com a suposta farra da publicidade? Será que os órgãos públicos com o dever de fiscalizar e controlar o destino do dinheiro público têm conhecimento disso? Em que pé está a investigação do Ministério Público sobre as denúncias formalizadas pela vereadora Lia Nogueira há quase um ano?

Mistérios 2 – Aludindo à suposta farra da publicidade na Câmara sob a presidência do prefeito Alan Guedes (PP), de onde teria sido surrupiado cerca de R$ 1 milhão dos cofres públicos, a Prefeitura ainda não explicou a estratégia de investir dinheiro dos douradenses em sites “alienígenas” de Jaraguari, Campo Grande e Maracaju, por exemplo. Se existir justificativa plausível é um caso para ser estudado pela Nasa.

AL – Com a entrada de Zeca do PT na corrida por uma das 24 cadeiras da Assembleia Legislativa, os petistas trabalham com a possibilidade de eleger 04 deputados estaduais, apostando em votação expressiva do ex-governador e na recuperação da popularidade de Lula em Mato Grosso do Sul aferida em pesquisas.

Robôs –  Depois de cinco meses do anúncio, em live nas redes sociais, o prefeito Alan Guedes não deu mais um pio sobre a promessa de construir salas de robótica e de informática em todas as escolas municipais, das quais muitas estão literalmente caindo aos pedaços.

Desacordo – Potencial candidato a “trivice” teria desistido da empreitada. É que estaria disposto a investir “somente” 1,5 milhão de tijolos, muito aquém dos 4 milhões argilosos pedidos.

Construção – Em Dourados, é grande a movimentação de competentes lideranças especialistas em bastidores em torno da pré-candidatura de Marquinhos Trad (PSD) à sucessão do governador Reinaldo Azambuja.

Rolo – A queda de braço entre duas empresas pelo contrato milionário para limpar ruas, avenidas e demais logradouros públicos de Dourados pode ter novo round. Há possibilidade da perdedora da última licitação, por pouco mais de R$ 40 mil na proposta de preço, judicializar novamente o caso que se arrasta há mais de ano. É que “acordos pandêmicos” não estariam sendo honrados.

Emplacou – A pré-candidatura ao Senado, pelo PT, de Tiago Botelho deslanchou. Ótimo orador, antifascista e defensor das causas populares, o professor universitário ganhou a simpatia de próceres petistas do Estado e em nível nacional. Tiago é nascido em Ivinhema, criado em Naviraí e é servidor da UFGD há muitos anos, portanto, tem bases.

Marketing – Em Dourados, o time da comunicação do pré-candidato a governador Eduardo Riedel (PSDB) urge em desatar um nó: capitalizar as ações do Governo no município, onde Reinaldo Azambuja é aclamado com o “prefeito” da cidade, diante do fiasco da administração de Alan Guedes.

Surdina – Dois dos principais articuladores do ex-governador André Puccinelli (MDB) em Dourados, Braz Melo e George Takimoto trabalham quietos, no estilo mineiro do ex-prefeito e oriental do ex-deputado. E ambos foram vice-governadores! Eles têm muita garrafa vazia para vender, tanto deles como de André.  

Comentários do Facebook