Identificado como Davi Roneyo homem executado a tiros na tarde desta quinta-feira (04), na saída para Antônio João, em Ponta Porã, cidade a 313 quilômetros de Campo Grande. Davi era proprietário de uma empresa de guinchos na cidade.

Ele foi assassinado com vários tiros de pistola. Informações são de que a vítima trafegava em uma caminhonete F-250 pela periferia da cidade, na região da saída para Antônio João, quando foi atacada por um pistoleiro, sendo baleada principalmente no lado esquerdo do corpo.

O homem morreu dentro do veículo, antes que pudesse ser transportado. Equipes da Polícia Militar e Polícia Civil estiveram no local, e ainda não há detalhes sobre autoria e motivação do crime.

Este é o quarto assassinato na fronteira somente nesta quinta-feira. Maria Carolina Pulquério, de 19 anos, e Adeilton Rocha dos Santos, de 52 anos, foram mortos e deixados nas proximidades de uma unidade da JBS, em Ponta Porã.

Além deles, pistoleiros executaram o pecuarista brasileiro Rival Aparecido de Oliveira, de 66 anos, também nesta tarde, em uma fazenda localizada na colônia Nova Esperança, região do distrito de Yby Yaú, no Paraguai. (MidiaMax)

Comentários do Facebook