Parecer técnico da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos foi desfavorável à proposta de R$ 3,3 milhões feita pela WT Tecnologia Gestão e Energia no processo licitatório aberto para terceirizar o serviço de iluminação pública no município. 

Por representar apenas 32% do total estimado pela administração municipal, de R$ 10,5 milhões, o valor proposto pela empresa no Pregão Eletrônico número 20/2021 não convenceu a comissão técnica especial sobre a viabilidade para garantir a qualidade do trabalho. 

No documento obtido pelo Dourados News, assinado por uma assessora, um eletricista e uma engenheira civil, é ponderado que devido à complexidade e extensão das planilhas estimadas no edital, “que incluem mão de obra, materiais, ferramentas, equipamento, veículo, encargos, entre outras despesas consideradas para execução” do objeto a ser contratado, “não é possível afirmar que a proposta da licitante é tecnicamente viável”. 

“Tecnicamente, o reduzido valor ofertado, poderá provocar a redução da qualidade dos materiais, ferramentas, equipamentos e veículos, bem como a prestação dos serviços licitados como um todo”, pontuam. 

Contudo, embora considere que “os valores apresentados se mostram impraticáveis posto estarem muito abaixo do estimado” pela prefeitura, a equipe técnica pontuou que será feita nova análise “caso haja esclarecimentos plausíveis por parte da licitante”. (DouradosNews)

Comentários do Facebook