Através de vouchers, a plataforma faz a mediação entre estabelecimentos com alimentos excedentes e consumidores

Lançado em 2019 e em Londrina (PR), o aplicativo Ecofood procura mediar uma relação entre estabelecimentos do ramo alimentício e consumidores, a fim de viabilizar refeições excedentes, em perfeitas condições, a preços bastante atrativos.


Assim, os estabelecimentos cadastrados disponibilizam os vouchers dos alimentos que seriam descartados porque não foram consumidos no dia corrente e os usuários, que pagam mais barato justamente pela boa causa, salvam a refeição no horário estipulado.


A iniciativa é fruto do insight de dois engenheiros civis, Rafael Moreno e Raphael Koyama. Os amigos de profissão e hoje fundadores da Ecofood observaram o desperdício no restaurante e na petiscaria da família e constataram que se tratava do reflexo de um problema grave no Brasil. Então, renunciaram às carreiras para delinear o desenvolvimento do aplicativo no final do ano passado.


“Eu sempre tive um pensamento que me fazia achar que eu ia mudar o mundo, aquele sentimento de que você pode fazer algo maior. Eu não sabia o que era, mas sabia que seria algo nesse sentido”, revela Rafael Moreno.


E Koyama reflete: “Imagine uma pessoa que fez um bolo artesanal ver aquilo na bancada, sem ninguém pegar. Ela perdeu parte do tempo dela e o alimento não serviu quem ia servir”.


Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), cerca de um terço dos alimentos produzidos no mundo é descartado anualmente. Estima-se que, apenas no Brasil, 26 milhões de toneladas sejam jogadas fora por ano – cenário ligeiramente relacionado à rigidez da legislação brasileira para a doação de refeições.


Nesse sentido, além de ferir a existência de mais de 800 milhões de pessoas que, de acordo com os dados da FAO, passam fome no planeta, o desperdício de alimentos contribui com a emissão de gases de efeito estufa e despreza o investimento e a energia dos trabalhadores.


Por isso, o que a Ecofood pretende é, sobretudo, incentivar o consumo consciente e sustentável para a construção de um mundo melhor. E tem conseguido, já que em pouco mais de um ano, os usuários salvaram mais de 40 mil refeições e evitaram 80 toneladas de CO2.


Hoje, além de Londrina e Maringá, no Paraná, a ecofood conta também com parceiros em Dourados. Estabelecimentos como Utida Sushi Bar, Doce Presença e Kanoa estão na plataforma para reduzir o desperdício de alimentos. O aplicativo já está disponível para download em sistemas Android e IOS.

Comentários do Facebook