Com o fim da temporada no radar, até Nasser Al-Khelaifi, dono do PSG, se envolveu no ritual de proteção dos jogadores antigos e sondagem de novos. De acordo com a Catalunya Ràdio, o proprietário do clube francês entrou em contato com Joan Laporta, novo presidente do Barcelona, para que os catalães não importunem Neymar.

O contrato do brasileiro vai até 2022 e o PSG deseja renovar, porém, a equipe do Camp Nou não esconde o desejo de reunir novamente Neymar com Messi, que deve renovar com a equipe, apesar do relacionamento em rota de colisão com a antiga gestão.

Nesta semana, o Mundo Deportivo reportou que a despedida do PSG da Champions League pode dificultar a permanência do brasileiro no elenco.

Extra

Comentários do Facebook