‘Perdi o amor da minha vida’, disse o irmão de Gustavo

O dentista Gustavo Lima, de 27 anos, que ficou conhecido em Campo Grande após ser vítima de homofobia no mês de agosto, foi encontrado morto na madrugada desta quinta-feira (14), pelo irmão, na casa da família, no bairro Rita Vieira, em Campo Grande.

Gustavo foi vítima de homofobia no dia 21 de agosto, no drive do Albano Franco, quando uma mulher não deixou o profissional aplicar a dose da vacinada filha adolescente. 

Ela disse que a menor não seria vacinada ‘por esse tipo de gente: um viado’. Incentivado pela mãe, Adriano falou do caso e virou notícia nacional. 

O irmão de Gustavo, Adriano Lima publicou uma homenagem para o dentista nas redes sociais. 

“Luto eterno! Perdi o amor da minha vida, meu grande irmão, estudioso, batalhador, o melhor irmão que Deus poderia dar a alguém, o melhor amigo, o melhor profissional! Meu coração doerá eternamente, te amo para sempre”, publicou o irmão.

A família confirmou que o dentista tinha depressão. (TopMídiaNews)
 

Comentários do Facebook