O número de denúncias de violências contra crianças registradas no Brasil durante 2020 caiu aproximadamente 12% durante os meses da pandemia em comparação com dados de 2019 do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Mesmo com a queda, os casos de agressões não acabaram.

De março a setembro, 35 crianças e adolescentes haviam sido violentados em Dourados, de acordo com o mesmo levantamento.

Pensando no atendimento das vítimas desse tipo de violência, o Instituto Sabin irá inaugurar a primeira ludoteca de Dourados no dia 4 de março.

O espaço é uma parceria com a Polícia Civil e tem objetivo de fazer com que as crianças recebam atendimento. “Muitas vezes as vítimas não conseguem contar como o ato ocorreu em palavras, por isso os profissionais utilizam os recursos lúdicos. A partir do desabafo é possível determinar a melhor forma de tratamento”, explica a gestora regional do Sabin em Dourados, Adriana Linni. 

O Projeto Ludotecas atua há mais de 10 anos e já impactou mais de 100 mil pessoas por todo o Brasil. Os espaços são preparados para o acolhimento, escuta e oitiva de jovens e crianças que sofreram ou foram testemunhas de algum tipo de agressão e contam com atendimento especializado em um ambiente acolhedor, com brinquedos, livros e jogos didáticos. O serviço é gratuito.

A ludoteca da cidade será a 113ª construída pelo projeto e será instalada na Delegacia de Atendimento à Mulher, na Rua Francisco Feitosa Sobreira, 820, Vila Bela, em frente ao Parque Rego D’água.

Comentários do Facebook