O ciclista Vandir Pereira, 52 anos, morreu atropelado por um carro na noite de ontem (20) em um anel viário. Ele morreu no local e o motorista do carro não parou para prestar socorro.

O atropelamento aconteceu da BR-262 no Jardim Inápolis, região do Núcleo Industrial em Campo Grande. Valdir seguia para casa no sentido Indubrasil ao Jardim Inapolis, quando foi atingido por um veículo que estaria seguindo na mesma direção.

Como a iluminação pública é precária no local, nenhum morador próximo conseguiu ver o modelo do veículo atropelador. “Eu liguei para os bombeiros, e eles perguntavam como ele estava, mas acho que ele já tinha vindo a óbito”, disse uma moradora que que não prefere se identificar.

Ela conta que o local é tão escuro, que outro veículo ainda passou por cima do corpo. “Nós, os moradores tivemos que ficar na pista com as lanternas de celular ligadas para ninguém passar mais em cima dele”, apurou o site Mídia Max

O caminhoneiro Gilberto Luiz Passos da Silva, 30, casado com a prima de Valdir, conta que ele estava indo embora para casa. “Estava lá em casa, me ajudou a arrumar o telhado e roçar lá”, disse Gilberto. “Aqui é um trecho de faixa continua, mesmo assim podam em alta velocidade e é tudo escuro. Tinha que ter quebra-molas, redutor de velocidade e iluminação nesse trecho. Do Sayonara para cá é tudo abandonado. Nós somos abandonados aqui desde sempre”, diz.

“Tem criança que atravessa aqui, político só aparece em época de eleição. Somos esquecidos, tinha que ter uma ciclovia com iluminação”, diz o técnico de alimentos Ricardo Moraes, de 41 anos. O Corpo de Bombeiros, PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Civil foram acionados.

Comentários do Facebook