21/12/2018 07h35

Daniela Hall deixa presidência da Câmara como ótima gestora

Por: Folha de Dourados
 
 
Alan Guedes (DEM), presidente eleito, Daniela Hall, e Sergio Nogueira (PSDB) na assinatura do cheque endereçado à Prefeitura Alan Guedes (DEM), presidente eleito, Daniela Hall, e Sergio Nogueira (PSDB) na assinatura do cheque endereçado à Prefeitura
 

A vereadora Daniela Hall (PSD) chegou à presidência da Câmara Municipal de Dourados numa das variantes imprevisíveis e características das eleições da Mesa Diretora. Em janeiro de 2017, quieta e fria desbancou o ex-prefeito Braz Melo (PSC) apoiado pela prefeita Délia Razuk (PR). Depois, Braz teria seu mandato cassado devido a problemas em seu segundo mandato na Prefeitura.

À frente da Mesa Diretora e então única mulher num colegiado de 19 membros (depois vieram no lugar de Braz, Denize Portolann, que presa deu lugar a Lia Nogueira, ambas do PR), Daniela impôs seu estilo. No início teve problemas com colegas por conta da condução dos trabalhos, mas superados pouco tempo depois. Se manteve distante de Délia Razuk, sem ser oposição radical e fez uma gestão austera com as contas do Legislativo. Os salários dos servidores não atrasaram assim como os pagamentos dos fornecedores.

Nesses dois anos devolveu à Prefeitura algo em torno de R$ 13 milhões de sobra do duodécimo da Câmara, ou seja, economizou. Em 2019 foram R$ 6 milhões que irão somar ao pagamento dos 13º dos servidores do Executivo nos próximos dias.

E novamente por conta das tais variantes (afastamento judicial de três vereadores, depois de presos), Daniela foi uma das articuladoras do grupo formado por oposicionistas e independentes que elegeu a Mesa Diretora para o biênio 2019-2020, da qual é a segunda-secretária.

Ontem (20), numa rede social Daniela Hall fez a seguinte postagem: "Encerro minha gestão como presidente da Câmara Municipal de Dourados com sentimento do dever cumprido! Foram dois anos de muito trabalho, transparência e eficiência. Graças ao trabalho da nossa equipe pudemos, no dia de hoje, devolver aos cofres municipais 6 milhões de reais, referente ao dinheiro público economizado. Em minha gestão conseguimos chegar bem próximo de 13 milhões de reais".

 

Envie seu Comentário

 

Notícias

Política
Esporte
Educação
Dourados
Estado&Região
Economia
Polícia
Geral
Meio Ambiente
Rural
Tecnologia
Brasil&Mundo
Cultura
Curiosidade
Entretenimento
Saúde
Turismo
Religião
Mídia
Ciências

Colunistas

Culturalmente Falando
Cleiton Zóia Münchow
Rebecca Loise
Antenado
Enfoque
Consciência Cósmica
Gastronomia
Informe Vet
Falando de Cinema
Aniversariantes
Salada Mista
Victor Teixeira
Waldir Guerra

+ Canais

Entrevistas
Charges
Vídeos
Eventos

Expediente

Sobre Nós
Anuncie
Trabalhe Conosco
Termos de Uso