12/12/2017 10h32

Mundial de Clubes: Grêmio enfrenta hoje o Pachuca do México

Por: Folha de Dourados
 
 
Renato garante que foco do Grêmio está na semifinal (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio) Renato garante que foco do Grêmio está na semifinal (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Time de Renato Gaúcho enfrenta o Pachuca na tarde desta terça-feira, em Al Ain, e encara duelo com mexicanos como "final" para não cair na semifinal

O discurso não chega a ser novidade no futebol. Ninguém no Grêmio fala do sonho de disputar a final do Mundial de Clubes antes da hora, algo que seria de certa forma normal, especialmente com a possibilidade de encarar o Real Madrid pela frente. A "final" do Tricolor ocorre nesta terça-feira, na estreia na competição, contra o Pachuca, às 15h (de Brasília), no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, com transmissão ao vivo do GloboEsporte.com. Uma lista de motivos explica o por quê.

Chamou atenção a maneira enfática com a qual Renato tratou o assunto em sua entrevista coletiva, na véspera da partida. Do mesmo modo, Pedro Geromel falou logo a seguir, com sua velocidade semelhante à das antecipações dentro de campo, e reforçou a visão do comandante e grupo de jogadores.

– Estamos focados no Pachuca, viemos até aqui estudando os dois possíveis adversários, o Pachuca foi vencedor e estamos preparados e focados. Vamos fazer de tudo, temos que fazer nosso melhor e vamos nos doar para isso. Não estamos pensando em quem vai ser o adversário na final, não tem sentido pensar na frente sem ver a semifinal – garantiu o zagueiro gremista.

São vários motivos para as preocupações:

Fuso Horário

Aos poucos a delegação gremista vai se adaptando às seis horas de diferença para o Brasil. No entanto, especialmente com relação ao sono, o fuso diferente ainda é sentido por membros do clube gaúcho. O preparador físico Rogério Dias, em conversa informal, revelou que estava com dificuldades para dormir. O vice de futebol Odorico Roman elencou o fuso como um dos problemas que faz o Grêmio estar muito concentrado na semifinal.

– Existem algums fatores que podem influenciar. Primeiro, a questão do fuso horário, que aos poucos vamos entrando, mas ainda se sente efeitos – comentou o dirigente ao GloboEsporte.com.

Rivalidade e exemplo

Claro que ninguém admite publicamente. Mas é inegável que o Grêmio não quer repetir o vexame do maior rival ao eliminado do Mundial antes da final, especialmente nos Emirados Árabes. Os torcedores, porém, constantemente citam essa situação, em meio a risadas. O Inter, em 2010, foi eliminado no mesmo país pelo Mazembe, do Congo, e acabou como primeiro sul-americano a ficar de fora da decisão.

Mas não o único. O Atlético-MG, em 2013, foi derrubado pelo Raja Casablanca, do Marrocos, em outro exemplo a não ser seguido pelo Grêmio. No ano passado, o Atlético Nacional, então campeão da Libertadores, foi superado pelo japonês Kashima Antlers. Por isso o discurso ensaiado de respeito ao Pachuca.

Ansiedade do jogo único

Serão dois sentimentos muito complicados para se administrar nesta terça-feira. Primeiro, porque é a estreia gremista no Mundial de Clubes. O Pachuca, por outro lado, já quebrou o gelo ao vencer o Wydad Casablanca na prorrogação, embora tenha se desgastado em 120 minutos. E toda estreia reserva dificuldades em campeonatos deste porte.

Junta-se a isso uma tensão inerente pelo jogo ser eliminatório. Mas, diferente da campanha da Libertadores, sem a partida de volta. Diante do discurso normalmente propagado por Renato Gaúcho, são 90 minutos, e não 180, de decisão. Colocar na cabeça do jogador a necessidade de estar concentrado torna-se essencial para evitar surpresas.

– A gente conversa com o Renato e ele conversa com os jogadores e demais membros da comissão. Até diria que talvez venha a ser quase uma rotina, é uma equipe muito consciente, sabe a importância que tem este jogo, este torneio que estamos disputando. Vencê-lo seria uma glória extraordinária, então neste primeiro jogo a busca pelo resultado é para passar a final – disse o vice-presidente Adalberto Preis.

Desempenho ruim não ilude

O Grêmio já preparou um relatório sobre o Pachuca para ser consumido internamente. O analista de desempenho Antônio Cruz está em Al Ain e vai mostrar um vídeo com os principais pontos fortes e fracos na tarde desta terça, na palestra antes do jogo. Na segunda, antes do treino, outro vídeo já havia sido mostrado pelo técnico Renato Gaúcho, também preparado pelo profissional.

Após a classificação do Pachuca, o consenso no Grêmio é de que fraco futebol apresentado pelos mexicanos no primeiro jogo pode ser ilusório. Não seria um comportamento comum. A qualidade do jogo foi ruim, mas os tricolores não acreditam que tal desempenho irá se repetir nesta terça no Hazza Bin Zayed. Também por isso o resguardo.

– E não fique pensando que o Pachuca não mostrou um bom futebol, cada jogo é um jogo. Mesmo que estivesse jogando muito bem. Precisamos analisar o adversário não em 90 minutos apenas. Sabemos que é o jogo da vida deles, mas vai ser o das nossas vidas também – apontou Renato.

Cercado de cuidados, com a tentativa de reproduzir o foco da Libertadores, o Grêmio começa sua caminhada curta na busca pelo bicampeonato mundial. A provável escalação tem Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

GRÊMIO X PACHUCA - SEMIFINAL - MUNDIAL DE CLUBES

Local: Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, Emirados Árabes.

Data e horário: terça-feira (12), às 15h (de Brasília).

Escalação provável do Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

Escalação provável do Pachuca: Pérez; Herrera, Martínez, Murillo e García; Hernández; Urretaviscaya, Honda, Gúzman e Aguirre; Sagal.

Trio de arbitragem: Felix Brych, auxiliado por Mark Borsch e Stefan Lupp (trio alemão). Árbitro de vídeo: Feliz Zwayer.

Transmissão: TV Globo (com Galvão Bueno, Walter Casagrande, Maurício Saraiva e Arnaldo Cezar Coelho), SporTV (com Jader Rocha e Lédio Carmona) e GloboEsporte.com (após o jogo, a transmissão continua com a análise dos comentaristas Casagrande, Maurício Saraiva e Alexandre Alliatti).

 

Envie seu Comentário

 

Notícias

Política
Esporte
Educação
Dourados
Estado&Região
Economia
Polícia
Geral
Meio Ambiente
Rural
Tecnologia
Brasil&Mundo
Cultura
Curiosidade
Entretenimento
Saúde
Turismo
Religião
Mídia
Ciências

Colunistas

Culturalmente Falando
Antenado
Enfoque
Consciência Cósmica
Gastronomia
Informe Vet
Falando de Cinema
Aniversariantes
Salada Mista
Waldir Guerra

+ Canais

Entrevistas
Charges
Vídeos
Eventos

Expediente

Sobre Nós
Anuncie
Trabalhe Conosco
Termos de Uso